Ivan Storti / Santos FC
Ivan Storti / Santos FC

Conselho do Santos mantém afastamento e impeachment de Peres será votado pelos sócios

Decisão será aprovada com 2/3 dos votos dos participantes da assembleia

Redação, O Estado de S.Paulo

05 de novembro de 2020 | 22h04

O processo de impeachment do presidente José Carlos Peres prossegue no Santos. Na noite desta quinta-feira, os membros do Conselho Deliberativo do clube decidiram, através de votação, dar sequência à ação contra o dirigente, que já está afastado do cargo desde 28 de setembro. Mas a decisão será dos sócios. Embora Peres tivesse sido retirado anteriormente do cargo, era preciso aprovação da proposta em uma nova ação para que o processo de impeachment tivesse sequência. Como isso ocorreu nesta quinta, a decisão agora vai ser da Assembleia de Sócios, que precisa aprová-la com 2/3 dos votos dos participantes. 

A Comissão de Inquérito e Sindicância que apresentou anteriormente o parecer favorável ao impeachment apontou uma série de problemas na gestão de Peres, obtida em relatório do Conselho Fiscal do Santos. O documento relatou o uso do cartão corporativo para gastos pessoais, em R$ 28.761,65, que não foram reembolsados ao Santos, além do pagamento a intermediários por negociações de atletas, como na venda de Bruno Henrique ao Flamengo. O parecer ainda apontou outros problemas, como o estouro do orçamento. 

Em grave crise financeira, o Santos é presidido hoje por Orlando Rollo, vice rompido com Peres. A data da assembleia de sócios ainda não foi anunciada, mas deve acontecer no fim de semana dos dias 21 e 22 de novembro - em 2018, ele escapou em votação de perder o mandato. O clube também já tem eleições presidenciais marcadas para 12 de dezembro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.