Vitor Silva/Divulgação
Vitor Silva/Divulgação

Conselho Nacional do Esporte aprova novo calendário

Órgão autoriza adiamento do início dos estaduais carioca e paranaense em meio à polêmicas em todo País

AE, Agência Estado

17 de outubro de 2013 | 18h12

BRASÍLIA - O Conselho Nacional do Esporte (CNE), órgão vinculado ao Ministério do Esporte, aprovou nesta quinta-feira, durante reunião em Brasília, a mudança nos regulamentos dos campeonatos estaduais de futebol do Paraná e do Rio, diante do pedido das federações desses dois Estados para adequações necessárias em razão da disputa da Copa do Mundo em 2014.

O calendário do futebol brasileiro no ano que vem tem provocado grande polêmica, porque prevê o início dos campeonatos estaduais em 12 de janeiro, o que deixa um período de apenas quatro dias de pré-temporada. Diante dos protestos dos jogadores, algumas federações, como Paraná e Rio, resolveram adiar o começo da competição em uma semana.

Mas, para fazer esse adiamento, é preciso alterar o regulamento do campeonato, o que, segundo o Estatuto do Torcedor, só é permitido com a aprovação do CNE. Assim, diante dos pedidos de Paraná e Rio, o órgão aceitou a mudança, o que vai possibilitar uma pré-temporada um pouco maior para os clubes e jogadores poderem se preparar em 2014.

"Com a realização do Mundial no País, os jogadores teriam somente quatro dias do fim das férias ao início dos estaduais, marcado para 12 de janeiro. Algumas federações solicitaram que os estaduais comecem no dia 19, aumentando o período de férias dos jogadores", explicou o secretário nacional de Futebol e Defesa dos Direitos do Torcedor, Toninho Nascimento.

A reunião do CNE, presidida por Aldo Rebelo, que pretende deixar o cargo de ministro do Esporte em dezembro para disputar a eleição a governador de São Paulo no ano que vem, abordou outros temas além do futebol. Também participaram representantes do Comitê Olímpico Brasileiro, da Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem e do Conselho Federal de Educação Física.

PREPARAÇÃO PARA 2016

Durante a reunião, o secretário nacional de Esporte de Alto Rendimento, Ricardo Leyser, exaltou as conquistas do esporte olímpico brasileiro em 2013. "Este ano já é o melhor em termos de resultados do Brasil em campeonatos mundiais nas provas olímpicas. O histórico mostra que conseguíamos entre dez e 15 medalhas no ano seguinte aos Jogos Olímpicos. Em 2013, o Brasil já conquistou mais de 20 medalhas em mundiais", comentou.

Para Ricardo Leyser, o Brasil caminha para atingir o objetivo traçado pelo Ministério do Esporte para a Olimpíada do Rio. "Esse esforço que estamos fazendo aponta para o cumprimento da nossa meta, que é ficar entre os 10 primeiros no quadro de medalhas dos Jogos de 2016", afirmou o secretário.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.