Conselho veta extensão e Roberto Dinamite deixa Vasco na terça

Mesmo que as eleições no clube estejam marcadas para o dia 11 de novembro, assembleia decidiu que mandato não será prorrogado

Estadão Conteúdo

14 de agosto de 2014 | 08h48

A passagem de Roberto Dinamite pela presidência do Vasco se encerra na próxima terça-feira. Na noite de quarta-feira, em reunião realizada na sede náutica da Lagoa, o Conselho Deliberativo do Clube decidiu que o mandato do dirigente não será prorrogado, mesmo que as eleições estejam marcadas para o dia 11 de novembro.

A definição se deu através de uma votação apertada, com 113 votos contra a extensão do mandato e 103 contrários. Assim, o mandato de Dinamite se encerra no dia 18 de agosto, assim como os de Olavo Monteiro de Carvalho, presidente da Assembleia Geral, Abílio Borges, presidente do Conselho Deliberativo, Hélio Donin, presidente do Conselho Fiscal, além dos conselheiros eleitos na votação de 2011.

Com essa definição, os membros do Conselho Deliberativo do Vasco também definiram um grupo de interventores, que vai administrar o clube até a eleição da próxima diretoria. São eles: Silvio Godói, Alcides Martins, Jorge Eduardo Neves e Eduardo Rebuzzi. Todos eles são ligados aos principais candidatos da oposição, Eurico Miranda e Roberto Monteiro. 

Serão esses nomes que vão comandar o Vasco depois que Dinamite deixar a presidência do clube, no dia 19. Depois, em novembro, a eleição será disputada por Eurico Miranda ("Volta Vasco! Volta Eurico!"), Eduardo Nery ("Vasco mais que um gigante"), Julio Brant ("Sempre Vasco"), Nelson Rocha ("Vira Vasco"), Roberto Monteiro ("Identidade Vasco") e Tadeu Correia ("Vasco passado a limpo") para definir o novo mandatário do clube de São Januário.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.