Clayton de Souza/Estadão
Clayton de Souza/Estadão

Conselho vota e Palmeiras fará busto de Oberdan Cattani

Ex-goleiro, hoje com 94 anos, defendeu o clube por 351 partidas

Agência Estado

22 de outubro de 2013 | 10h57

SÃO PAULO - A diretoria do Palmeiras recebeu o último aval necessário para eternizar o ídolo Oberdan Cattani com um busto na sua sede social. Após a aprovação do Conselho de Orientação Fiscal, o Conselho Deliberativo do clube também votou a favor, na noite de segunda-feira, da homenagem ao ex-goleiro, hoje com 94 anos.

Até agora, apenas Waldemar Fiume, Junqueira e Ademir da Guia foram perpetuados em um busto pelo Palmeiras - a homenagem ao também ex-goleiro Marcos está em fase de produção. Agora, porém, Oberdan Cattani, único jogador vivo a ter defendido o Palestra Itália e o Palmeiras, também será homenageado. "Estou emocionado, pois foram 14 anos de Palestra Itália e Palmeiras. Receber um busto me deixa muito feliz porque é uma consideração pelo que fiz por este clube. Aqui é minha casa! A diretoria está reconhecendo meu trabalho e isso me deixa emocionado", declarou o ídolo do clube ao site oficial do Palmeiras.

Com 351 partidas disputadas, Oberdan Cattani teve a homenagem aprovada às vésperas do centenário do Palmeiras. "Lenda não se discute, reverencia-se. Oberdan foi emprestado ao Juventus por um ano, voltou ao Palmeiras, e nessa volta não jogou mais. Mas voltou como contratado, aqui encerrou a carreira. Não existe no estatuto nada que diga que quem jogou contra o Palmeiras não possa ter busto. Para muita gente, principalmente entre os torcedores mais veteranos, Oberdan Cattani é sinônimo de goleiro", explicou Jota Christianini, atual diretor de história e do acervo histórico do Palmeiras.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.