Glyn KIRK / AFP
Glyn KIRK / AFP

Conte exalta peso de boa estreia para a Inter em 'grupo da morte'

Equipe italiana enfrenta o Slavia Praga nesta terça, às 13h55, em casa, pela Liga dos Campeões

Redação, Estadao Conteudo

16 de setembro de 2019 | 17h38

O técnico da Inter de Milão, Antonio Conte, exaltou nesta segunda-feira a importância de o seu time estrear bem a sua campanha na Liga dos Campeões. A equipe italiana enfrentará o Slavia Praga nesta terça, às 13h55 (de Brasília), em casa, no confronto que abrirá o chamado "grupo da morte" desta edição da Liga dos Campeões, cuja primeira rodada será fechada logo depois, às 16 horas, no duelo entre Borussia Dortmund e Barcelona, na Alemanha.

A Inter iniciou bem a sua temporada ao vencer os três jogos que disputou neste Campeonato Italiano, no qual é o único time com 100% de aproveitamento e ocupa a liderança isolada, com nove pontos. E agora o clube quer estender este bom momento para a competição continental.

"Começa nossa jornada na Liga dos Campeões, após três jogos da liga (italiana). Será importante começar com o pé direito, mas, para isso, teremos de prestar muita atenção e respeito. Isso porque o Slavia Praga é um time difícil: venceu o campeonato (checo) batendo adversários importantes como Viktoria Plzen e está indo bem nesta temporada", disse Antonio Conte, em entrevista coletiva, na qual em seguida destacou o bom desempenho do rival nesta edição do torneio nacional.

"Eles são um time físico, que apresenta grande intensidade. Marcou 19 gols e sofreu apenas dois na liga (checa), teremos que ser bons em lutar e expressar um nível de intensidade igual ao deles", reforçou.

Esta partida abrirá o Grupo F desta Liga dos Campeões. E o comandante italiano ressaltou nesta segunda-feira também que o próprio favorito maior desta chave não ficou satisfeito com o resultado do sorteio ocorrido no último dia 29 de agosto, quando os grupos da competição foram definidos. "Não creio que o Barcelona esteja feliz por ter de enfrentar a Inter", afirmou Conte, se referindo aos duelos que os dois clubes travarão - o primeiro no dia 2 de outubro, na Espanha, e o segundo em 10 de dezembro, na Itália, pela rodada final desta fase.

E o treinador vê até vantagem no fato de a Inter precisar encarar Barça e Borussia Dortmund, pois poderá se fortalecer com vitórias importantes e avançar com confiança às oitavas de final, para a qual se classificarão apenas os dois primeiros colocados de cada chave. "Nos começamos um caminho e queremos terminá-lo da melhor forma possível. Enfrentar grandes times na Liga dos Campeões é a melhor maneira para crescer, para entender o que te falta para chegar ao nível máximo", ressaltou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.