Daniele Mascolo/Reuters
Daniele Mascolo/Reuters

Conte minimiza temor com risco de empate combinado que eliminaria Inter de Milão

Técnico afasta possibilidade de Real Madrid e Borussia Mönchengladbach jogaram para prejudicar time italiano

Redação, Estadão Conteúdo

08 de dezembro de 2020 | 12h17

O técnico Antonio Conte rejeitou, nesta terça-feira, a possibilidade de a Inter de Milão ser prejudicada por uma combinação de resultados entre Real Madrid e Borussia Mönchengladbach na rodada final da fase de grupos da Liga dos Campeões da Europa. Um empate encerraria as chances de o time italiano avançar às oitavas de final.

"Esta é a Liga dos Campeões. Estamos falando de grande clubes, não de um jogo no parque. Não estamos nem um pouco preocupados com o que vai acontecer em Madri, não vamos falar sobre os outros jogos. Espero que a mídia não se concentre em rumores sobre combinação de resultados. É deprimente ouvir sobre isso. Isso tudo é conjectura: Inter, Shakhtar, Real e Borussia vão todos jogar para ganhar seus próprios jogos", afirmou.

A rodada final do Grupo B da Liga dos Campeões será disputada a partir das 17 horas (de Brasília) desta quarta-feira com os jogos Real Madrid x Borussia Mönchengladbach e Inter de Milão x Shakhtar Donetsk. A embolada chave é liderada pela equipe alemã com oito pontos, seguida pela ucraniana e pela espanhola, ambas com sete, e da Inter, com cinco. O empate em Madri elimina a Inter, mas só classificará Real e Mönchengladbach, juntos, caso o time italiano derrote o Shakhtar.

A Inter goleou o adversário desta quarta-feira por 5 a 0 nas semifinais da Liga Europa da temporada passada semifinal em agosto, mas só empatou, sem gols, no último confronto, na Ucrânia. E Conte fez elogios ao oponente. "É uma equipa muito boa com um grande treinador", disse. "Têm qualidade com a bola e jogadores técnicos, alguns velozes também", acrescentou.

Sem ganhar nas quatro primeiras rodadas da Liga dos Campeões, a Inter reagiu na anterior ao fazer 3 a 2 no Mönchengladbach na Alemanha. Agora, pode obter o que era, até então, uma improvável passagem de fase. "Há uma semana estávamos mortos. Agora vemos um pouco de luz. Vamos pensar em ganhar nosso jogo", concluiu Conte.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.