Conte pede 'sacrifício e coragem' para Juventus em Madri

O técnico Antonio Conte reconheceu que a Juventus terá um desafio complicado nesta quarta-feira, quando vai enfrentar o Real Madrid, no Santiago Bernabéu, pela terceira rodada do Grupo B da Liga dos Campeões da Europa. O treinador garantiu que não teme o adversário, apesar de respeitá-lo, e pediu aos seus jogadores "coragem e sacrifício" para conquistar a primeira vitória no torneio.

AE, Agência Estado

22 de outubro de 2013 | 16h13

"Nós estudamos eles e vamos precisar mostrar muito sacrifício, coragem e coração amanhã à noite. Sabemos que vamos ter de aguentar mas nós também vamos tentar causar-lhes problemas quando tivermos a oportunidade", afirmou Conte, que ainda precisou comentar nesta terça sobre a surpreendente derrota por 4 a 2 para a Fiorentina, no último domingo, pelo Campeonato Italiano, em que seu time abriu 2 a 0, mas sofreu quatro gols em 15 minutos.

"Algo inexplicável aconteceu em Florença, mas estas coisas podem acontecer no futebol. Basta olhar para o que aconteceu na final da Liga dos Campeões, quando o Milan foi ao intervalo com 3 a 0 contra o Liverpool, ou o Bayern de Munique estava vencendo o Manchester United até os últimos segundos", disse.

O Grupo B da Liga dos Campeões é liderado pelo Real Madrid com seis pontos, quatro a mais do que a Juventus, a segunda colocada. Conte, porém, negou que o duelo com o Real Madrid tenha caráter decisivo, mas lamentou o empate por 2 a 2 com o Galatasaray, em casa, na rodada anterior da chave, em 2 de outubro, quando chegou a estar perdendo por 1 a 0, levou a virada, mas cedeu o empate na sequência.

"O jogo de amanhã não será decisivo em termos de quem passa, independentemente do resultado. Haverá ainda três jogos restantes e ainda temos tudo em jogo. Nosso maior arrependimento até agora é o empate contra o Galatasaray", disse.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolLiga dos CampeõesJuventus

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.