Continua indefinição no Santos

O elenco do Santos vai se reapresentar na quarta-feira, se não houver novo adiamento, e a indefinição continua. De todos os reforços comentados nos últimos dias, apenas o zagueiro Orestes, da Portuguesa Santista, está próximo da Vila Belmiro. Ele deverá fechar contrato até o fim do ano, para disputar o Campeonato Brasileiro. Fora isso, é só especulação. Os santistas correm para tentar uma negociação com Dodô, aproveitando o último mês de seu vínculo com o clube. A mais nova tentativa é promover uma troca com o Cruzeiro, que cederia Oséas, atacante que não sai dos planos dos dirigentes.Esse caso, porém, é complicado. Os santistas defendem a tese de que o jogador continua vinculado ao clube, que está amparado por uma portaria que garante os direitos sobre o passe do jogador. O entendimento do atacante, porém, é de que terá passe livre a partir do dia 15 de julho, quanto termina seu contrato. Se não houver um acordo, a situação poderá ser decidida pela justiça.Antes de contratar reforços, o Santos está preocupado em negociar jogadores para fazer caixa. O presidente Marcelo Teixeira tem reclamado das más condições do mercado, da crise que envolve o futebol brasileiro e aponta o caminho da troca de atletas como forme de reformular o elenco. Por isso, negocia com o Palmeiras a permuta de Tuta e Claudecir por Robert, mesmo que seja por empréstimo.

Agencia Estado,

16 de junho de 2001 | 14h01

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.