Contra a Argélia, Estados Unidos tentam redimir 2006

Considerada força emergente do futebol, a seleção dos Estados Unidos vem de um surpreendente vice-campeonato da Copa das Confederações, em 2009. Mas no último Mundial, em 2006, decepcionou ao ser eliminada na primeira fase. Para confirmar sua ascensão no torneio mais importante do mundo, a equipe precisará vencer a Argélia nesta quarta-feira, às 11 horas (de Brasília), no estádio Lottus Versfeld, em Pretória, para classificar-se às oitavas de final.

AE, Agência Estado

23 de junho de 2010 | 06h08

Os Estados Unidos estão na segunda colocação do Grupo C, com os mesmos dois pontos da Inglaterra, à frente apenas nos gols marcados (3 a 1). A equipe ianque poderá até empatar, mas ficará na dependência de que os ingleses no máximo empatem contra os eslovenos, no outro jogo da chave, e não a ultrapassem nos gols marcados.

A Argélia também tem chance de avançar. Precisará vencer e torcer por empate ou vitória da Eslovênia. Se ganhar e houver triunfo inglês, precisará superar os eslovenos no saldo de gols (o atual é de um gol negativo para os africanos e um positivo para os europeus).

Os jogadores norte-americanos dizem ter ganhado ânimo após terem arrancado um empate da Eslovênia, depois de estarem perdendo por 2 a 0. "Estávamos perdendo, mas o modo como nos fortalecemos nos últimos anos tornou isso possível", disse a estrela da equipe, o meia Landon Donovan.

A equipe está preocupada em apagar a má imagem deixada na Alemanha, há quatro anos. "Obviamente foi um mau resultado e não ficamos felizes pelo modo como as coisas ocorreram. Mas agora temos uma grande oportunidade de conseguir uma vitória e avançar", disse o capitão Bocanegra.

O técnico Bob Bradley tem uma dúvida para a partida: o atacante Altidore ficou de fora dos últimos treinos devido a dores estomacais e será substituído por Buddle se não melhorar.

Os argelinos, por sua vez, sonham com a classificação mesmo sem terem marcado um único gol no Mundial até agora. "Se a Argélia jogar com todo seu potencial, não teremos que nos preocupar com nossos rivais", disse o meia Matmour. "Poderemos vencer qualquer um se jogarmos com nosso estilo".

FICHA TÉCNICA:

Estados Unidos x Argélia

Estados Unidos - Howard; Cherundolo, Demerit, Onyewu e Bocanegra; Bradley, Feilhaber, Torres e Donovan; Dempsey e Altidore (Buddle). Técnico: Bob Bradley.

Argélia - Ouhed; Bougherra, Belhadj, Yahia e Halliche; Lacen, Djebbour, Matmour e Ziani; Yebda e Kadir. Técnico: Rabah Saadane.

Árbitro - Franck de Bleeckere (BEL).

Horário - 11 horas (de Brasília).

Local - Estádio Lottus Versfeld, em Pretória (África do Sul).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.