Vítor Silva/SSPress/Botafogo
Vítor Silva/SSPress/Botafogo

Contra a Chapecoense, Botafogo mira chance de ficar longe do rebaixamento

Time da Estrela Solitária vem de duas vitórias seguidas, mas Zé Ricardo tem desfalques importantes fora de casa

Estadão Conteúdo

15 de novembro de 2018 | 11h33

O técnico Zé Ricardo, do Botafogo, considera como uma grande decisão o confronto com a Chapecoense nesta quinta-feira, às 17 horas. Ele quer manter o embalo das duas vitórias consecutivas para continuar distante da zona de rebaixamento. Um resultado positivo em Chapecó pode significar a permanência antecipada na elite do Campeonato Brasileiro, ainda na 34ª rodada.

Com 41 pontos, o Botafogo cresceu de produção nos últimos dois jogos dentro do Engenhão. Venceu o Corinthians, por 1 a 0, e depois o Flamengo por 2 a 1. Mas agora precisa manter a regularidade também fora de casa. "Nós sabemos da importância deste jogo. Vamos tentar manter o mesmo ritmo, manter o foco e tentar fazer um grande jogo", prometeu o técnico botafoguense.

Rodrigo Lindoso recebeu o terceiro cartão na vitória no clássico carioca, no último final de semana. O lateral-esquerdo Gilson foi diagnosticado com uma lesão na panturrilha e também passa a ser desfalque. As duas baixas forçam o técnico Zé Ricardo a mexer no time titular.

Moisés, que vinha em baixa com a torcida e acabou amargando a reserva, ganha mais uma oportunidade na lateral-esquerda. No meio-campo, Dudu Cearense e Gustavo Bochecha brigam pela vaga de Lindoso. O volante Jean, além dos atacantes Kieza e Aguirre ainda se recuperam de lesão e seguem de fora.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.