Mauricio de Souza|Estadão
Mauricio de Souza|Estadão

Contra assédio, Santos fixa R$ 200 milhões de multa para Vitor Bueno

Meia ocupou o espaço de Geuvânio e Marquinhos Gabriel

Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

19 de maio de 2016 | 07h00

O Santos acertou nesta quarta-feira a contratação definitiva do meia Vitor Bueno. Depois de atuar na última temporada por empréstimo junto ao Botafogo (SP), o camisa 18 teve seus direitos econômicos adquiridos pelo clube da Vila Belmiro. O novo vínculo foi assinado até 31 de maio de 2020. A multa rescisória passa a ser de 50 milhões de euros (cerca de R$ 200 milhões) para clubes do exterior. “É um momento mágico, pois é a realização de mais um sonho. Em um ano, consegui adquirir a confiança do professor e do grupo”, afirmou o meia ao site do clube. 

O Santos estipulou uma alta multa rescisória para impedir o assédio dos clubes europeus - a diretoria considera que Vitor Bueno tem um grande potencial de comercialização. Na próxima janela de transferências, o clube corre o risco de perder vários titulares, entre eles, Gabriel, Lucas Lima, Thiago Maia e Ricardo Oliveira.

Depois de se destacar pelo Botafogo no Campeonato Paulista do ano passado, Vitor Bueno chegou ao Santos para atuar na equipe B. Com o bom desempenho nos treinos, foi promovido no mês de julho. Hoje, o meia é titular, já atuou em 17 partidas e marcou quatro gols. “Vou fazer de tudo para ajudar ao clube nesses quatro anos, com títulos. Espero que tudo possa dar muito certo”, disse o jogador.

A renovação precisa ser registrada no Boletim Informativo Diário da CBF para que Vitor Bueno possa atuar contra o Coritiba, domingo, às 11h, na Vila Belmiro, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.