Contra-ataque do Corinthians preocupa zagueiros do Inter

'Se tornarmos um gol, provavelmente vamos perder o título da Copa do Brasil', afirma Álvaro

FÁBIO HECICO, Agencia Estado

30 de junho de 2009 | 16h39

O Internacional tem a necessidade de reverter a vantagem do Corinthians na decisão da Copa do Brasil e precisará ser ofensivo. E a postura ousada da equipe preocupa os zagueiros, já que eles devem ficar expostos aos contra-ataques. Se sofrer um gol no Beira-Rio, o sonho de conquistar o título ficará mais longe da equipe, derrotada no primeiro jogo por 2 a 0.

 

Veja também:

linkMano diz que só vai dar folga na concentração se título vier

linkWilliam agradece confiança de Mano no Corinthians

linkAndré Santos vê Corinthians preparado para decisão

lista Todas as notícia da final da Copa do Brasil

"Se tornarmos um gol, provavelmente vamos perder o título e essa é nossa grande preocupação", admitiu o zagueiro Álvaro. "Lógico que vamos entrar em campo com pensamento de fazer os gols, mas temos de estar focados atrás pois não podemos nem pensar em sofrer", ressaltou Índio.

Nos últimos dois confrontos da Copa do Brasil em seus domínios, o Internacional sofreu gols. Diante do Flamengo, o empate por 1 a 1 estava eliminando a equipe nas quartas de final. Andrezinho, de falta, aos 44 minutos do segundo tempo, garantiu a vaga. Contra o Coritiba, na fase seguinte, mais um vacilo no triunfo por 3 a 1. No Paraná, a equipe sofreu e foi derrotada por 1 a 0.

"Repetir esses erros pode custar caro. Temos de buscar o gol com qualidade. Nada de sair em desespero, precisaremos de muita tranquilidade", afirmou Álvaro, que não esconde sua preocupação com Ronaldo. "Dentinho e Jorge Henrique jogarão como alas aqui, mais ajudando na marcação. Mas o Ronaldo, mesmo sozinho na frente, faz a diferença. Temos é de não deixá-lo ter as oportunidades", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.