Contra Náutico, Portuguesa quer outra vitória em casa

O simples fato de enfrentar o lanterna do Campeonato Brasileiro não será motivo de recuperação na Portuguesa. Tentando se reerguer após a derrota para o Fluminense, na última rodada, no Rio de Janeiro, a equipe quer manter a atenção no duelo contra o Náutico, nesta quinta-feira, às 21 horas, no estádio do Canindé, em São Paulo, pela da 22.ª rodada. O objetivo é conquistar a 4.ª vitória seguida em casa.

AE, Agência Estado

19 de setembro de 2013 | 07h45

Apesar de estar na zona de rebaixamento - em 18.º lugar, com 22 pontos -, a Portuguesa atravessa uma grande fase no estádio do Canindé. São três vitórias seguidas - contra Bahia, por 4 a 2, Ponte Preta, por 2 a 1, e Vasco, por 2 a 0. Por isso a expectativa é de mais um bom resultado diante a torcida.

"Sabemos que precisamos vencer em casa. Se vamos ou não sair da zona de perigo agora não importa. Isso só vai acontecer com a soma de pontos", explicou o técnico Guto Ferreira, lembrando as boas atuações do time mesmo nas derrotas para Grêmio, por 3 a 2, e Fluminense, ambas fora de casa. "O apoio do torcedor é importante demais. Isso faz muita diferença, nos ajuda muito dentro de campo", comentou o zagueiro e capitão Valdomiro.

Mas o grupo parece saber da necessidade de respeitar o adversário, mesmo em situação complicada. "Vamos ter uma dificuldade bem grande. É um time que talvez não esteja tão focado no campeonato mais, o que pode ser perigoso, já que eles já não estão com tanta responsabilidade. Eles podem vir para cima, sem se preocupar tanto em marcar. Então é um jogo de extremo risco", afirmou o volante Bruno Henrique.

Para o duelo, Guto Ferreira não poderá contar com o zagueiro Rogério e com o atacante Diogo, suspensos pelo terceiro cartão amarelo. Magal e Bergson devem entrar no time, respectivamente. A boa notícia, por outro lado, é o retorno do meia Souza, que volta após cumprir suspensão.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoPortuguesa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.