Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians
Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians

Contra o Atlético-MG, Corinthians espera iniciar arrancada no Brasileirão

No meio de campo, Ralf deve entrar no lugar de Gabriel, enquanto Boselli deve ser titular no comando do ataque

Gonçalo Junior, Estadão Conteúdo

01 de setembro de 2019 | 14h17

Após a conquista inédita da vaga na semifinal da Copa Sul-Americana, o Corinthians projeta um arrancada no Campeonato Brasileiro. Serão dois jogos em casa. O primeiro deles é neste domingo, diante do Atlético-MG, na partida festiva que marca os 109 anos do clube. A segunda partida será diante do Ceará na semana que vem, sábado, às 11h.

"Temos dois jogos em casa e nossa intenção e entrar no grupo dos quatro primeiros. A vaga na Sul-Americana pode dar um embalo no Brasileirão", disse o goleiro Cássio.

O técnico Fábio Carille deve mexer pouco na escalação. Satisfeito com a produção da equipe no empate por 1 a 1 diante do Fluminense, resultado que classificou a equipe à semifinal da Copa Sul-Americana, o treinador deve fazer mudanças, todas para preservar o elenco.

Uma das alterações é a entrada de Ralf no lugar de Gabriel. Depois de negociação frustrada para o Al-Hilal, no qual chegou a viajar para a Arábia Saudita, mas o negócio não se concretizou, o volante será poupado por causa da viagem.

Como referência na área, Vagner Love deve ser poupado para a entrada de Boselli. Pelo lado direito, a tendência é que Everaldo seja escalado como titular, mas Pedrinho garante que está recuperado de dores no quadril. "É um problema que incomoda bastante ao tossir, fazer movimentos de mudar de direção. Aguentei bem ontem [quinta]. Espero estar bem para ajudar o Corinthians no domingo", diz Pedrinho, autor do gol diante do Flu.

O jogo será de festa pelo aniversário do clube. A partida é o encerramento de uma sequência de atrações culturais, sociais e esportivas na Arena Corinthians realizadas neste sábado e domingo. Entre as atrações estão a presença de ídolos de várias gerações no camarote do clube, como Ronaldo Giovanelli, Edilson, Tobias e Wilson Mano, Christian e André Luiz.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.