LUCAS UEBEL/GREMIO
LUCAS UEBEL/GREMIO

Contra o Bahia, Grêmio faz teste final para decisão diante do Flamengo

Renato Gaúcho pretende colocar força máxima em campo para dar ritmo de jogo visando a semifinal da Libertadores

Redação, O Estado de S.Paulo

16 de outubro de 2019 | 07h43

O Grêmio vai fazer nesta quarta-feira, às 19h15 (horário de Brasília), na sua arena, um "treino de luxo" para a semifinal da Copa Libertadores, diante do Flamengo, na próxima semana. É assim que a equipe gaúcha encara a partida contra o Bahia, pela 26.ª rodada do Campeonato Brasileiro, última em que o técnico Renato Gaúcho vai colocar seus titulares em campo antes do aguardado jogo contra os cariocas.

No sábado, o Grêmio vai jogar contra o Fortaleza, no Ceará, mas é certo que Renato escalará uma formação reserva nessa partida. Portanto, o confronto contra os baianos será a derradeira oportunidade para dar ritmo e confiança à equipe que vai enfrentar o Flamengo.

Everton e Matheus Henrique, que voltaram da viagem com a seleção brasileira a Cingapura, estarão em campo diante do Bahia, assim como Kannemann, que estava defendendo a equipe da Argentina. Léo Moura e Diego Tardelli, que ficaram fora da vitória por 4 a 1 sobre o Atlético-MG, no último domingo, também retornarão à equipe. Só não é possível dizer que o Grêmio terá sua força máxima porque Jean Pyerre ainda não se recuperou de uma lesão muscular - ele dificilmente poderá jogar contra o Flamengo.

Embora ninguém negue que a Libertadores é a prioridade absoluta, Léo Moura garante que o Grêmio vai levar muito a sério o jogo contra o Bahia. Em caso de vitória, o time gaúcho poderá terminar a rodada na quarta colocação do Brasileirão, desde que São Paulo e Corinthians não vençam suas partidas.

"O Bahia é uma equipe bastante perigosa, bem treinada. O treinador conhece bem o Grêmio e sabe como a gente joga. Temos de ter cuidado, pois é um confronto direto. Acredito que será um grande jogo como foram todos os outros contra eles", comentou o veterano lateral-direito.

Bahia precisa voltar a vencer

Sem vencer há três jogos, o Bahia tem um confronto complicado na briga por uma vaga na próxima edição da Copa Libertadores. Por isso, o técnico Roger Machado não quer ninguém mais falando da derrota para o Fluminense, por 2 a 0, embora acredite que o time jogou bem e não merecia perder no Maracanã.

"Temos que manter a pegada, apesar do cansaço gerado não só pelo jogo como pela logística da viagem. O impacto é nos sincronismos, não no desgaste. Agora, a gente vai medindo isso. A escalação vai sair no vestiário. É descansar, lamber as feridas e partir para outra", pediu o treinador.

O comandante revelou que só divulgará a escalação momentos antes da partida. "Quem retorna é só o Artur. Hoje estava ainda naquele ciclo da virose. Moisés e Nino Paraíba também. Deve retornar só o Artur", confirmou.

O time segue com alguns problemas e Roger Machado adotou tom de mistério. Nino Paraíba e Moisés, com lesões na panturrilha e coxa, respectivamente, estão fora. João Pedro deve continuar sendo o titular na lateral direita, enquanto Giovanni permanece na lateral esquerda.

Por outro lado, o atacante Artur Victor retorna após cumprir suspensão, no lugar de Élber. Embora se recupere de uma virose, ele foi confirmado no ataque ao lado de Gilberto.

A última vitória do Bahia foi em 30 de setembro, quando fez 2 a 0 no Avaí. De lá para cá, perdeu para o Athletico-PR por 2 a 1 e empatou sem gols com o São Paulo, ambos em casa, além de ter sido derrotado por 2 a 0 pelo Fluminense, no Rio.

Com a recente campanha, o clube baiano está na oitava colocação com 38 pontos, três a menos do que o próprio Grêmio, sexto colocado e que usará força total mesmo com a aproximação do segundo jogo da semifinal da Copa Libertadores, contra o Flamengo.

Para Entender

Programação de tv

Veja as principais atrações esportivas do dia

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.