Rubens Chiri/São Paulo FC
Rubens Chiri/São Paulo FC

Contra o Bahia, Sidão fará seu 50º jogo no gol do São Paulo

Goleiro projeta sequência de vitórias para que o time confirme que está em evolução após um início de temporada ruim

Matheus Lara, O Estado de S.Paulo

12 Maio 2018 | 07h00

O goleiro Sidão completará 50 jogos com a camisa do São Paulo neste domingo, diante do Bahia. Passando por altos e baixos até se firmar como titular ainda com Dorival Junior no ano passado, o arqueiro diz estar honrado por chegar à marca e projeta uma sequência de vitórias para confirmar a evolução e as mudanças pelas quais passa a equipe.

Militão treina sem restrições e pode reforçar o São Paulo contra o Bahia

"É uma honra vestir esta camisa, e completar 50 jogos pelo São Paulo me deixa orgulhoso. Cada partida com esta camisa é uma decisão, isso não é da boca para fora, porque os resultados definem como será a nossa semana e a nossa trajetória no campeonato", afirmou Sidão ao site do clube. "Estamos atrás de uma vitória fora de casa no Campeonato Brasileiro para concretizar a evolução do time. Vamos com tudo em busca disso."

O jogador listou seus cinco jogos mais marcantes na equipe tricolor. Um deles é o da última quarta, quando evitou o empate do Rosario Central no fim do jogo que terminou com vitória do São Paulo por 1 a 0 e classificação do time do Morumbi. "Avançamos no torneio, e eu consegui fazer uma defesa difícil já no final da partida."

Sidão também destacou embates diante do Sport e do Atlético-MG pelo Brasileirão do ano passado. A vitória por 1 a 0 no Morumbi sobre os pernambucanos tirou o time da zona de rebaixamento com grande atuação do goleiro. Curiosamente, o duelo em Minas destacado pelo arqueiro foi uma derrota, também por 1 a 0, em que Sidão foi apontado como responsável por evitar uma goleada do time da casa diante do São Paulo.

Fecham a lista de Sidão os duelos decisivos da Florida Cup, torneio amistoso vencido pelo São Paulo no início de 2017, logo que o goleiro chegou ao clube vindo do Botafogo. “Os jogos contra Corinthians e River Plate-ARG, na Florida Cup, foram marcantes. Atuei 45 minutos em cada e peguei dois pênaltis nas decisões. Eu tinha acabado de chegar ao clube, então isso me marcou bastante."

Mais conteúdo sobre:
São Paulo Futebol Clube

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.