Rafael Ribeiro/Vasco
Rafael Ribeiro/Vasco

Contra o Ceará, Vasco aposta em Cano para manter embalo no Brasileirão

Equipe carioca tem 100% de aproveitamento, após dois jogos, e espera aproveitar as dificuldades do time cearense

Redação, O Estado de S.Paulo

20 de agosto de 2020 | 07h19

Confiante após duas vitórias seguidas, o que o faz estar com 100% de aproveitamento no Campeonato Brasileiro, o Vasco quer manter o embalo também longe de casa. Contra o Ceará, nesta quinta-feira, às 20h, no Castelão, pela quarta rodada, o time cruzmaltino faz o seu primeiro jogo longe de São Januário. Já o time cearense tenta acabar com o jejum de vitórias, mas para isso, precisará superar os diversos desfalques.

O Vasco soma seis pontos, fruto de triunfos sobre Sport e São Paulo, por 2 a 0 e 2 a 1, respectivamente. O time do técnico Ramon Menezes começou bem não só em termos de resultados, mas também em relação a desempenho.

A equipe tem mostrado equilíbrio, com uma defesa segura como não tinha há tempos e o ataque liderado pelo argentino Germán Cano, que precisa de poucas oportunidades para balançar as redes. O goleador apresenta uma marca impressionante neste ano: marcou 11 dos 16 gols da equipe até aqui.

Mesmo que as performances tenham agradado, é possível que haja uma mudança em relação à última formação que enfrentou o São Paulo. Ramon estuda a entrada de Bruno Gomes no lugar de Gabriel Pec. Esta alteração foi feita no duelo contra o São Paulo e fez com que o time evoluísse.

A ideia, com Bruno Gomes, é formar um tripé no meio com Andrey e Felippe Bastos e dar mais liberdade para o argentino Benítez armar as jogadas. Pesa contra Pec seu rendimento irregular. O jovem tem oscilado e não é improvável imaginar que comece a partida entre os reservas. Se o treinador quiser manter a formação mais ofensiva, o atacante Guilherme Parede é uma opção.

Não há desfalques novos. As baixas são o atacante Vinícius, o lateral-direito Yago Pikachu e o meia Bruno César. Os dois primeiros se recuperam de problemas musculares, enquanto o último está afastado porque testou positivo para a covid-19 e só completou dez dias de isolamento nesta quinta.

Início ruim

O Ceará precisa lidar com desfalques por lesão para encerrar o seu jejum no Campeonato Brasileiro. Para o duelo contra o Vasco,  o treinador Guto Ferreira não poderá contar com os zagueiros Klaus, Tiago e Eduardo Brock, além dos meias Felipe Baxola e Vinícius, e o atacante Rodrigão.

Os problemas ligam o sinal de alerta do Ceará, que ainda não venceu no Brasileirão. O campeão da Copa do Nordeste perdeu para o Sport (3 a 2) e Atlético Mineiro (2 a 0) e empatou por 1 a 1 com o time reserva do Grêmio. Assim, com apenas um ponto, o time está dentro da zona de rebaixamento.

O técnico Guto Ferreira terá de quebrar a cabeça para escalar a equipe diante do Vasco. A principal novidade é a entrada de Gabriel Lacerda no setor defensivo ao lado de Luiz Otávio. Charles também apareceu entre os titulares no treino, com Fabinho e Fernando Sobral completando o meio-campo. O ataque provavelmente terá Mateus Gonçalves, Rafael Sóbis e Cléber.

"Vamos enfrentar uma equipe embalada, mas dentro de casa temos que fazer nosso papel de buscar esta vitória. O Campeonato Brasileiro não é uma corrida de 100 metros, é uma maratona. Isso não quer dizer que quem está começando perdendo esses jogos vai terminar o campeonato assim. Sabemos que precisamos melhorar, mas não é motivo de desespero", falou Fabinho.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.