Lucas Uebel/Grêmio FBPA
Lucas Uebel/Grêmio FBPA

Contra o Corinthians, titulares do Grêmio devem voltar a jogar no Brasileirão

Renato Gaúcho pode escalar força máxima neste sábado, às 19h (de Brasília), na Arena Corinthians

Estadão Conteúdo

18 Agosto 2018 | 07h04

Depois de três fins de semana seguidos com o time reserva no Brasileirão, o Grêmio vai enfrentar uma sequência de três jogos consecutivos pela competição. Assim, é provável que os jogadores titulares voltem a ser escalados no torneio. O primeiro destes compromissos será contra o Corinthians, às 19 horas deste sábado, na Arena Corinthians, em São Paulo.

A opção por poupar o time principal no Brasileirão acontece porque o técnico Renato Gaúcho prioriza as competições disputadas em sistema eliminatório. Mesmo descansados, porém, os titulares foram derrotados pelo Estudiantes, fora de casa, pelo jogo de ida das oitavas de final da Copa Libertadores, e eliminados pelo Flamengo nas quartas de final da Copa do Brasil, com um empate em casa e uma derrota no Rio de Janeiro.

Por outro lado, o time reserva do Grêmio se manteve invicto nesta sequência de três jogos. Primeiro, empatou por 1 a 1 com a Chapecoense, fora de casa, e, em seguida, derrotou o Flamengo, por 2 a 0, e o Vitória, por 4 a 0, em duelos realizados na Arena Grêmio, em Porto Alegre.

Os resultados mantiveram o time gaúcho na briga pelo título do Brasileirão. O Grêmio está em quarto lugar após 18 rodadas, com 33 pontos, cinco a menos do que o São Paulo, o líder da competição. O único desfalque contra o Corinthians vai ser o goleiro Paulo Victor, reserva de Marcelo Grohe.

A partida de volta contra o Estudiantes pela Libertadores vai acontecer apenas às 21h45 do dia 28, em uma terça-feira, na Arena Grêmio. Portanto, se Renato Gaúcho mantiver o critério, o treinador deve escalar força máxima contra o Corinthians e o Cruzeiro, nesta quarta, em casa, e poupar jogadores contra o Atlético Paranaense, no próximo sábado, em Curitiba.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.