Carlos Gregório/Vasco
Carlos Gregório/Vasco

Contra o Corinthians, Vasco tentará superar desfalques e cansaço em Brasília

Time jogou no meio da semana na altitude de Quito contra a LDU, pela Sul-Americana, e já vinha de uma partida dura contra o Grêmio

Estadão Conteúdo

29 de julho de 2018 | 06h34

Tentando encontrar regularidade após o retorno da Copa do Mundo, o Vasco enfrenta o Corinthians na manhã deste domingo, em Brasília, pela 16ª rodada do Brasileirão, precisando pontuar para se afastar da parte inferior da tabela. O problema é que, para isso, o técnico Jorginho terá que se desdobrar para superar desfalques e o cansaço da equipe.

+ Leia mais notícias sobre o Vasco

+ Confira a tabela de classificação do Campeonato Brasileiro

+ Corinthians x Vasco no estádio de Copa em que o futebol está com os dias contados

O time jogou no meio da semana na altitude de Quito contra a LDU, pela Copa Sul-Americana, e já vinha de uma partida dura contra o Grêmio no domingo passado, quando atuou a maior parte do tempo com um homem a menos. Para completar, o Vasco terá três desfalques certos: Henrique e Thiago Galhardo estão suspensos, enquanto Giovanni Augusto, que pertence ao Corinthians, não pode jogar por acordo contratual.

Apesar disso, o jogador Yago Pikachu espera um bom resultado diante do Corinthians. "Será difícil, eles vêm de vitória sobre o Cruzeiro, mas somar três pontos nos dará uma condição muito melhor na tabela, já que o Vasco tem dois jogos a menos no Campeonato Brasileiro", considerou o lateral, que tem atuado como meia.

Para Pikachu, outro obstáculo na partida será o horário - 11 horas da manhã. "É diferente, você tem de adaptar o seu corpo, principalmente a alimentação. Muita gente não consegue acordar cedo, mas vai ser obrigado para se preparar para este jogo", ponderou. "Será a segunda vez que vou jogar às 11h da manhã. Ano passado eu joguei contra o Bahia, e o resultado foi importante, ganhamos o jogo. Espero que dessa vez siga assim."

Com 19 pontos, o Vasco ocupa a 11ª posição no Brasileirão, mas está a apenas três pontos da zona do rebaixamento. O time, contudo, tem apenas 13 jogos na competição, dois a menos do que a maioria das equipes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.