Ricardo Duarte/Internacional
Ricardo Duarte/Internacional

Contra o CSA em Maceió, Inter tenta se reaproximar do G4 do Brasileirão

Equipe gaúcha tenta não deixar com que os líderes disparem ainda mais na frente

Redação, O Estado de S.Paulo

09 de outubro de 2019 | 08h37

Se tudo der certo para o Internacional, o time gaúcho vai terminar a 24ª rodada do Campeonato Brasileiro a apenas um ponto de distância do G4. Para isso, evidentemente, será fundamental conquistar uma vitória sobre o CSA, nesta quarta-feira, às 19h15, em Maceió.

Atualmente, o Inter ocupa a sexta colocação do Campeonato Brasileiro, com 38 pontos - um a menos do que o São Paulo e quatro atrás do Corinthians, o quarto colocado. Caso os dois clubes paulistas percam na rodada, o time gaúcho ficará em quinto lugar, com 41 pontos, se obtiver uma vitória no Estádio Rei Pelé.

O técnico Odair Hellmann tem alguns problemas para escalar sua equipe para enfrentar o CSA. Ele não contará com o zagueiro Bruno Fuchs (está prestando serviços à seleção brasileira sub-23), o meia Nonato (suspenso) e o atacante Paolo Guerrero (defende a seleção do Peru). E o comandante da equipe colorada já escolheu os substitutos.

Na defesa, Emerson Santos será o parceiro de Victor Cuesta. O meia argentino D'Alessandro voltará à equipe para substituir Nonato e Guilherme Parede venceu a concorrência com Trellez, Wellington Silva e Neilton pela vaga de Guerrero.

Início de reação no CSA

A missão é difícil, mas o CSA deu sinais de que tem condições de permanecer no Brasileirão para a próxima temporada. Depois da vitória por 3 a 1, domingo à noite, no duelo direto contra o Avaí, o time comandado por Argel Fucks recebe o Internacional, para confirmar uma nova fase.

A equipe alagoana está em 17º lugar, primeira posição dentro da zona de rebaixamento, com 22 pontos. A distância para o Ceará, 16º colocado, é de apenas um ponto, portanto uma vitória sobre o Inter somada a um tropeço cearense tira o CSA da zona de rebaixamento. O adversário do Ceará será o Grêmio, em jogo que será disputado no Centenário, em Caxias do Sul, também na quarta-feira.

"Fico feliz com a nossa melhora. Tudo isso é fruto do trabalho da comissão técnica e do comprometimento dos atletas. Todos abraçaram a ideia inserida no contexto de trabalho. Com afinco, podemos, sim, manter o CSA na elite", comentou Argel Fucks. Ele também elogiou o comportamento da torcida: "Ela tem jogado conosco. Isso é importante, porque dá confiança aos jogadores".

O treinador comandou nesta terça-feira, com os portões fechados, o último treino antes da partida contra o Inter. O certo é que ele terá três baixas. O volante João Vitor ainda se recupera de uma virose e segue de fora, assim como o meia Euller, em tratamento por conta de uma lesão na panturrilha. Outro desfalque confirmado é o zagueiro Alan Costa, que está suspenso pelo terceiro cartão amarelo e deve ser substituído por Ronaldo Alves.

Para Entender

Programação de tv

Veja as principais atrações esportivas do dia

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.