Contra o eliminado Arsenal, Flu perde a 1.ª na Libertadores

Time de Renato Gaúcho não realiza uma boa partida e leva 2 a 0 na Argentina; próximo rival é a LDU

Bruno Lousada, O Estado de S. Paulo

09 de abril de 2008 | 21h41

O Fluminense tropeçou pela primeira vez na Copa Libertadores da América de 2008: perdeu, nesta quarta-feira, para o Arsenal, por 2 a 0, na Argentina. Apesar da derrota, a equipe tricolor, já classificada para as oitavas-de-final da competição, permanece na liderança do Grupo 8, com 10 pontos. Já o eliminado time argentino chegou aos 6 pontos. Veja também:  Classificação Resultados e calendário Na partida de ida entre Fluminense e Arsenal, no dia 5 de março, a equipe tricolor deu show: 6 a 0, com atuação de gala do atacante Dodô. Nesta quarta, o time comandado por Renato Gaúcho não tinha o mesmo poder de fogo. Dodô e Washington se recuperam de contusão. Já Leandro Amaral enfrenta uma briga judicial com o Vasco e não pode vestir a camisa tricolor. Com isso, Cícero atuou isolado no ataque e não rendeu bem. O jogo, em si, foi muito ruim. O primeiro tempo, então, nem se fala. Chatíssimo. O Fluminense só ameaçou duas Arsenal2Orcellet; Espínola, Mosquera    , Báez e Toranzo    ; Garnier    , Pellerano    , Corro e Yacuzzi (Calderón); Biagini (Gómez) e Bottaro (Lequizamón)Técnico: Gustavo AlfaroFluminense0Fernando Henrique; Gabriel, Thiago Silva, Luiz Alberto e Júnior Cesar; Ygor (David), Arouca     (Tartá), Maurício, Conca     e Thiago Neves    ; Cícero     (Romeu)Técnico: Renato GaúchoGols: Biagini, aos 14, e Bottaro, aos 20 minutos do segundo tempoÁrbitro: Víctor Hugo Rivera (PER)Estádio: Julio Humberto Grondona, em Sarandi (Argentina)vezes, em chutes de Conca e Thiago Neves, apesar do maior tempo de posse de bola. O Arsenal, eliminado da competição, atuou como time pequeno. Mesmo em casa, priorizou a marcação e não pôs o goleiro Fernando Henrique para trabalhar. A verdade é que o time argentino é muito fraco tecnicamente e confunde garra com violência - abusa de fazer faltas duras.  O Fluminense piorou no segundo tempo e pagou caro. Sofreu dois gols, o primeiro de Biagini, de letra, e o segundo, de Bottaro, após erro bisonho do volante Ygor. Ele tentou sair jogando e errou o passe. Bottaro não perdoou. Para complicar, o meia Thiago Neves foi expulso, aos 29 minutos, e desfalcará o time na partida contra a LDU, do Equador, na próxima quarta, no Maracanã, no jogo que valerá a liderança da chave.

Tudo o que sabemos sobre:
FluminenseCopa Libertadores

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.