Rafael Ribeiro / vasco.com.br
Rafael Ribeiro / vasco.com.br

Contra o Goiás, Vasco volta a São Januário para emplacar sequência invicta

Vanderlei Luxemburgo cobra foco da equipe, que está próxima de se livra de vez da chance de queda

Redação, Estadão Conteúdo

18 de novembro de 2019 | 06h44

O Vasco volta a campo nesta segunda-feira para manter o embalo após o empate por 4 a 4 diante do Flamengo, em partida adiantada da 34.ª rodada. Em São Januário, às 19h30, recebe o Goiás, pela 33.ª rodada do Campeonato Brasileiro, em busca do terceiro jogo invicto.

Perto de confirmar a sua permanência na elite, o Vasco soma 43 pontos, apenas um a mais do que o Goiás, que tem um jogo a menos. Ambos estão dentro da zona de classificação à Copa Sul-Americana. Um motivo a mais para o técnico Vanderlei Luxemburgo exigir o mesmo foco do jogo recente no Maracanã. "O jogo com o Goiás vale os mesmos três pontos que disputamos com o Flamengo. É preciso respeitar o adversário, mas precisamos superar nossas baixas e buscar a vitória", disse.

O treinador completou pedindo apoio da torcida. "Foi a semana mais importante ao longo da competição. A vitória contra o CSA foi fundamental e depois empatamos com o Flamengo. Agora voltamos a São Januário para enfrentar um time que também busca a permanência. Estamos próximos do nosso objetivo, mas ainda não conseguimos. Precisamos do apoio da nossa torcida diante do Goiás porque vai ser difícil", analisou.

O técnico pode retomar o esquema com três atacantes que utilizou até o clássico. O principal desfalque segue sendo Talles Magno, que se lesionou enquanto defendia a seleção brasileira no Mundial Sub-17.

O time ainda não contará com seus dois capitães porque o zagueiro Leandro Castán está com dores musculares e o lateral-direito Yago Pikachu recebeu o terceiro cartão amarelo. Com isso, Ricardo Graça deve permanecer na defesa, enquanto que Cáceres assume a vaga na lateral. Ribamar, que entrou bem no clássico, pode ganhar nova chance entre os titulares.

Goiás deixa sonho de G-6 para trás

Depois de sonhar com uma vaga na Copa Libertadores, o Goiás voltou à realidade, principalmente com a derrota para o Santos por 3 a 0, e agora busca uma pontuação que elimine totalmente as chances de rebaixamento. 

O próprio técnico Ney Franco admitiu o reajuste no objetivo, afirmando que buscará chegar a 45 pontos diante da equipe carioca. O time está dentro da zona de classificação à Copa Sul-Americana com 42, apenas um a menos do que o Vasco.

"Ainda temos seis jogos para chegarmos a 45 pontos e vamos buscar isso já diante do Vasco. Devido aos resultados no início do segundo turno, chegamos a sonhar com algo a mais, porém voltamos à nossa realidade de não permitir que a equipe seja rebaixada. Fui contratado para isso", lembrou.

Para alcançar o objetivo, o treinador precisará resolver alguns problemas na escalação. O volante Yago Felipe sofreu uma luxação no ombro esquerdo e está fora, assim como o lateral-direito Yago Rocha, também no departamento médico, e o atacante Michael, suspenso pelo terceiro cartão amarelo.

Kevin e Breno disputam por uma vaga na lateral direita e Thalles deve ser recuado para o meio de campo. Rafinha ou Kaio formará trio de ataque com Leandro Barcia e Rafael Moura, que retorna de suspensão.

Além da derrota para o Santos na última rodada, o Goiás já havia perdido para o Atlético-MG por 2 a 0, no Mineirão. A última vitória foi diante do Avaí por 2 a 0, no Serra Dourada. Já o último triunfo fora de casa aconteceu na distante 23.ª rodada, quando bateu o Ceará por 1 a 0 na Arena Castelão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.