Contra o Guarani, Corinthians dá partida no 'ano do recomeço'

Com um grupo completamente renovado, time quer usar o Campeonato Paulista apagar vexame do Brasileirão

Vítor Marques, Jornal da Tarde

16 de janeiro de 2008 | 21h01

O ano do recomeço. Um mês e meio depois de viver o drama do rebaixamento, o Corinthians retorna aos gramados nesta quinta-feira para fazer sua estréia no Campeonato Paulista. O jogo das 21h45 contra o Guarani, que no ano passado disputou a Série C, é a primeira experiência do "laboratório" do técnico Mano Menezes, que decidirá, depois do Estaduais, quais jogadores ficam ou saem do time para a disputa da Série B, que começa em maio. No Corinthians versão 2008, são raros os remanescentes da equipe que caiu na fatídica tarde de 2 de dezembro, em Porto Alegre, diante do Grêmio, que era comandado coincidentemente pelo próprio Mano Menezes. Dos onze titulares que pisarão no campo do Morumbi nesta quinta, apenas três jogadores participaram da malfadada campanha do Brasileirão ano passado: o goleiro Felipe, o volante Bruno Octávio e o atacante Finazzi. A maior parte do elenco de 2007 foi dispensada. Entre os grandes clubes paulistas, o Corinthians foi o que mais trouxe novos jogadores para a temporada: 13 reforços, além de trazer de volta outros jogadores que tinham vínculo com o clube e defendiam outras equipes, como os laterais-direitos Coelho, que estava no Atlético Mineiro, e Eduardo Ratinho, no CSKA. A falta de entrosamento, devido à renovação do grupo, é apontada pelos jogadores como um dos principais obstáculos a serem superados nesse início de temporada. Na pré-temporada, realizada em Itu, a comissão técnica privilegiou a preparação física dos atletas. "O grupo mudou muito. Só durante o campeonato é que vamos melhorar a técnica e a tática", afirma o goleiro Felipe, que por pouco não deixou o clube e foi para o Fluminense. "Os primeiros jogos serão na base da superação porque o grupo não está 100%, mas está bem para jogar."CorinthiansFelipe; Eduardo Ratinho, William, Chicão e André Santos; Perdigão, Bruno Octávio, Alessandro, Marcel e Acosta (Lima); FinazziTécnico: Mano MenezesGuaraniBruno; Maranhão, Danilo Silva, Max Sandro e Jonatas; João Paulo, Bruno Camargo, Lucas e Paulo Santos; Talles e CrisTécnico: Roberval DavinoÁrbitro: Philippe LombardEstádio: MorumbiHorário: 21h45 A vez da experiência O perfil dos jogadores corintianos para o Paulista também mudou. A média de idade do atual elenco aumentou (de cerca de 24 para 27 anos). "Deu para notar que o time está mais maduro", analisa Finazzi, de 34 anos. "Não quero menosprezar os garotos, que ainda estão com a gente e têm qualidade. Mas a experiência é importante." Contra o Guarani, a equipe corintiana testa pela primeira vez em um jogo oficial seu esquema 4-5-1, com três meias e dois volantes. "Os laterais avançam bastante, por isso os volantes têm de recompor a defesa", explica o ex-zagueiro gremista William, que herda a faixa de Betão, agora no Santos, a faixa de capitão.

Tudo o que sabemos sobre:
CorinthiansGuaraniPaulistão A-1

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.