Ricardo Saibun/Divulgação
Ricardo Saibun/Divulgação

Contra o lanterna, Santos tenta manter grupo motivado no Brasileirão

Apostando em Montillo, Claudinei traça como meta conquista de 70% dos pontos nos últimos nove jogos

Sanches Filho, O Estado de S. Paulo

19 de outubro de 2013 | 08h42

SANTOS - O Santos faz de tudo para que os jogadores encarem com seriedade a reta final do Campeonato Brasileiro. Com 40 pontos, o risco de rebaixamento é quase nulo, mas a chance de classificação para a Libertadores não passa de um sonho distante. Neste sábado, às 18h30 contra o Náutico, na Arena Pernambuco, a ordem é vencer e encaminhar uma boa sequência no torneio.

 

O técnico Claudinei Oliveira busca meios de manter a motivação do grupo alta e estabeleceu como meta alcançar o aproveitamento de no mínimo 70% dos pontos nas últimas nove rodadas, ou seja, dos 27 pontos ainda em disputa, o treinador quer 19 - seis vitórias e um empate. "O Santos não pode achar que está batendo uma bolinha e que daqui para frente vai jogar por jogar. Se pensarmos assim, a situação pode se complicar. Ainda não estamos fora da Libertadores nem livres do rebaixamento. Temos de pontuar e pensar em coisa grande. Você tem de fazer acontecer agora para não lamentar lá na frente", diz o treinador.

 

Apesar de o Santos, há pouco mais de três semanas, ter apenas empatado por 1 a 1 contra o mesmo Náutico na Vila Belmiro, os jogadores não admitem outro resultado que não seja a vitória no encontro de hoje à noite. Mesmo assim, Claudinei alertou para o perigo de enfrentar um adversário que joga sem responsabilidade. "O Náutico deve jogar solto e arriscar mais, o que vai ser perigoso para nós."

 

O time vai jogar completo com a volta dos laterais Cicinho (cumpriu suspensão contra o Internacional) e Mena (ficou fora dos três últimas partidas porque estava na seleção chilena). Montillo vai continuar atuando mais avançado, sem ter de voltar ao meio de campo para ajudar na marcação. "Vamos jogar no esquema 4-2-2-2, com dois atacantes abertos. Montillo será um falso 9, flutuando. Enquanto ele não estiver 100% não tem sentido colocá-lo com função tática de marcação. A ideia é sacrificar pouco Montillo para que ele resolva quando tiver a bola", disse Claudinei. Para que Montillo dose as energias, mais uma vez Éverton Costa terá de correr por ele.

 

TIMBU

Sem chance de escapar do rebaixamento, Marcelo Martelotte, técnico do Náutico, afirmou que vai aproveitar o restante do campeonato para observar jogadores do elenco e começar o planejamento para 2014.

 

NÁUTICO X SANTOS

 

NÁUTICO - Ricardo Berna; Auremir, Alison, William Alves, Bruno Collaço, Elicarlos, Martinez, Derley, Tiago Real, Maikon Leite,Jones Carioca. Técnico: Marcelo Martelotte

 

SANTOS - Aranha; Cicinho, Edu Dracena, Gustavo Henrique, Eugênio Mena; Alison, Arouca; Cícero, Montillo; Éverton Costa e Tiago Ribeiro. Técnico: Claudinei Oliveira

 

Árbitro: Rodrigo Nunes de Sá (RJ). Local: Arena Pernambuco. Horário: 18h30. Na TV: Pay-per-view

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSantos FCNáuticoBrasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.