Flickr Oficial / CSA
Flickr Oficial / CSA

Contra o líder Flamengo, CSA sonha com reabilitação para escapar do rebaixamento

Ricardo Bueno deve ganhar posição no time titular e Carlinho foi confirmado por Argel na lateral esquerda

Redação, Estadão Conteúdo

27 de outubro de 2019 | 13h58

A tarefa do CSA neste domingo não será nada fácil. Sem vencer há três jogos e figurando na zona de rebaixamento, o time alagoano vai até o Rio de Janeiro para enfrentar o líder Flamengo, às 19 horas, no Maracanã, pela 28ª rodada do Brasileirão.

O adversário defende uma invencibilidade de 18 jogos, sendo seis vitórias seguidas, vem animado pela classificação para a final da Libertadores e caminha a passos largos rumo ao título nacional.

Isso tudo, porém, não assusta o atacante Ricardo Bueno. "O Flamengo não assusta. São nesses jogos que a gente pode mostrar nossa força. Dentro de campo são 11 contra 11. Sabemos que será um jogo extremamente difícil, mas não impossível", disse o experiente atacante, que deve ganhar a posição de Alecsandro.

A delegação azulina embarcou para o Rio de Janeiro após realizar um treinamento nesta sexta-feira. A atividade não contou com o lateral-esquerdo Carlinhos, mas ele foi confirmado pelo técnico Argel Fucks: "Nós poupamos o Carlinhos porque ele estava um pouco cansado, mas vai participar normalmente da partida".

O treinador, porém, tem desfalques, principalmente no meio-campo. Expulso na derrota para o Botafogo, por 2 a 1, João Vitor dá lugar para Nilton. Já Naldo e Bustamente estão lesionados, assim como o goleiro Jordi, que se envolveu em polêmica no início da semana ao gravar um vídeo reclamando da estrutura do clube.

Na 18ª colocação, com 26 pontos, o CSA não consegue deixar a zona de rebaixamento nem mesmo em caso de uma improvável vitória sobre o Flamengo, pois ficaria atrás do Fluminense no número de vitórias.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.