Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Contra o maior 'freguês', Palmeiras chega ao 100º jogo na arena

Alviverde faz o clássico com o São Paulo em sua arena, que mais uma vez receberá grande público, uma das provas que atestam o êxito do projeto

Ciro Campos, Matheus Lara, O Estado de S.Paulo

08 Março 2018 | 07h00

Três anos e dois meses depois da inauguração, o Palmeiras chega hoje a uma marca importante. O Allianz Parque recebe, a partir das 20h30, contra o São Paulo, o centésimo jogo do time no local. O clássico pelo Paulistão será em condições que comprovam o êxito do projeto, com a arena novamente lotada e o time cotado como favorito.

+ INFOGRÁFICO: Os cem jogos do Palmeiras no Allianz Parque

Até ontem o clube tinha vendido 32 mil ingressos para o jogo. O número está acima da média da arena, ao redor de 30 mil, e superior à frequência de torcida no antigo Palestra Itália. A presença maciça de torcedores se traduz em renda e resultados. O clube somou mais de R$ 200 milhões em arrecadação bruta com as bilheterias no estádio. O valor líquido é estimado em R$ 120 milhões. Dentro de campo, a equipe tem aproveitamento superior a 70% dos pontos na nova arena.

O centésimo jogo do Palmeiras será contra o adversário que mais sofreu no local. O São Paulo é quem tem o pior retrospecto, com cinco derrotas em cinco encontros. “Esses números são legais, mas não entram em campo. Clássico é sempre especial e muito difícil”, disse o atacante Dudu, artilheiro do Allianz Parque, com 22 gols.

O estádio também se transformou em local de grandes shows internacionais. Desde o começo da operação, em novembro de 2014, foram 44 apresentações e cerca de 1,5 milhão de pessoas nesses eventos.  “Eu costumo comparar a decisão de encaminhar a construção do estádio com o acordo de cogestão da Parmalat. Mas se eu dissesse para você que esperava esse sucesso, estaria mentindo”, disse ao Estado o ex-presidente do Palmeiras, Luiz Gonzaga Belluzzo, responsável pelo início das obras, em 2010.

A modernização do estádio levou mais de quatro anos para ficar pronta e custou cerca de R$ 650 milhões. Fora o Palmeiras, a arena foi usada pela seleção brasileira em duas ocasiões, a última delas no ano passado, pelas Eliminatórias. O estádio é também cotado como uma das possíveis sedes da Copa América do próximo ano. 

Apesar dos números positivos do empreendimento, a relação entre o clube a construtora WTorre, responsável por administrar o estádio por 30 anos, não é livre de problemas. As duas partes convivem com divergências sobre a interpretação de alguns pontos do contrato e contam com uma câmara de arbitragem para mediar os conflitos.

FICHA TÉCNICA

Palmeiras x São Paulo

Palmeiras: Jailson, M. Rocha, A. Carlos, Thiago Martins e Victor Luis; Felipe Melo, Bruno Henrique e Lucas Lima; Willian, Dudu e Borja. Técnico: Roger Machado.

São Paulo: Jean; Militão, Arboleda, R. Caio e Edimar; Petros, Hudson, Cueva e Valdívia; M. Guilherme e Brenner. Técnico:Dorival Junior.

Juiz: Flávio R. de Souza.

Local: Allianz Parque.

Horário: 20h30.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.