Érico Leonan/São Paulo FC
Érico Leonan/São Paulo FC

Diante do Palmeiras, São Paulo busca redenção por mau retrospecto em clássicos

Equipe tricolor perdeu 16 dos últimos 29 clássicos no Paulistão; venceu apenas quatro e empatou outras 9 de 2011 para cá

Ciro Campos, Matheus Lara, O Estado de S.Paulo

08 Março 2018 | 07h00

O São Paulo tem uma série de motivos adicionais para tentar evitar a todo custo uma derrota para o Palmeiras hoje à noite. Além de nunca ter vencido o time alviverde no Allianz Parque, a equipe tricolor carrega um indigesto retrospecto recente diante de seus principais rivais no Paulistão: venceu apenas quatro vezes em 29 jogos contra Palmeiras, Corinthians e Santos de 2011 para cá. Foram 16 derrotas e 9 empates.

Lugano exalta torcida do São Paulo e projeta clássico: 'Tabu é para ser quebrado'

Se não vencer hoje, o São Paulo ainda continuará sendo o único dos grandes ainda sem ganhar clássicos no ano, depois de já ter caído diante do Corinthians por 2 a 1 no Pacaembu e do Santos por 1 a 0 em casa. Os números incomodam, mas o discurso no São Paulo é de confiança. Ontem, a preparação para o clássico encerrou com mais de 700 torcedores no CT assistindo ao treino.

“Serão 11 contra 11, e fatores técnicos, táticos e emocionais vão decidir o jogo”, analisa o superintendente de relações institucionais do clube, Lugano. “É bom o jogador ter em mente o time que está representando, a torcida, a grandeza, a história. Tudo tem peso. A responsabilidade deles é entrar em campo e fazer um bom resultado.”

Uma derrota hoje ainda pode reacender a pressão sobre Dorival Junior, que só venceu um clássico à frente do time (sobre o Santos, em 2017). Perdeu três e empatou um.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.