Reuters
Reuters

Contra o Paraguai, Argentina, de Messi, busca 3º triunfo seguido e tenta manter 100%

Confronto pode deixar o vencedor como líder das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo

Redação, Estadão Conteúdo

12 de novembro de 2020 | 07h49

Embalada pelas duas vitórias em seus primeiros jogos nas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo do Catar em 2022, a Argentina tenta manter os 100% de aproveitamento na competição. Liderada por Lionel Messi, a equipe enfrenta o Paraguai nesta quinta-feira, às 21 horas, em La Bombonera.

A Argentina é, ao lado da seleção brasileira, as únicas a terem vencidos suas duas primeiras partidas na competição. O time treinado por Lionel Scaloni é o segundo colocado, atrás apenas do Brasil por ter saldo de gols inferior (7 contra 2). A trajetória até aqui tem duas vitórias sobre Equador (1 a 0), em Buenos Aires, e Bolívia (2 a 1), em La Paz. Este último triunfo quebrou um tabu de 15 anos sem vencer na altitude boliviana.

A seleção paraguaia soma quatro pontos, fruto de um empate por 2 a 2 com o Peru na estreia e do triunfo por 1 a 0 sobre a Venezuela na partida seguinte. Os paraguaios aparecem na quarta colocação.

A Argentina não terá novamente Sergio Agüero, do Manchester City, lesionado, e nem Dybala, da Juventus, cortado por conta de uma infecção urinária. A novidade é o retorno de Ángel Di María, que havia ficado fora da primeira convocação. O meio-campista do Paris Saint-Germain deve começar o jogo no banco de reservas.

Com isso, os trunfos em busca do terceiro triunfo no torneio são o craque Lionel Messi e o atacante Lautaro Martínez, que vive grande fase na Inter de Milão. Os dois chegaram a ser dúvidas em razão de problemas físicos, mas não preocupam. Segundo a Associação Argentina de Futebol (AFA), não há nenhum caso de coronavírus no elenco.

Será uma partida muito complicada. O Paraguai sempre foi um rival difícil. E agora chega muito bem", avaliou o técnico Lionel Scaloni. "Temos que seguir demonstrando que podemos competir. O início positivo nos dá mais confiança, mas isso termina até que comece o jogo", acrescentou.

Os paraguaios venceram seus últimos três compromissos como visitante nas Eliminatórias Sul-Americanas, considerando a última edição - 3 a 0 contra o Chile, 2 a 1 sobre a Colômbia e a 1 a 0 diante da Venezuela. Agora, o time do zagueiro Gustavo Gómez, do Palmeiras, e dos ex-corinthianos Balbuena e Romero, busca ampliar essa sequência, a maior de sua história da competição.

O outro duelo desta quinta-feira será entre Bolívia e Equador. O confronto, disputado no estádio Hernando Siles, em La Paz, abre a terceira rodada das Eliminatórias da América do Sul. O time boliviano tem a pior campanha da competição, visto que perdeu seus dois primeiros jogos, levou sete gols, sendo cinco do Brasil, e só marcou um.

Já o Equador vai atrás da segunda vitória. A primeira foi conquistada sobre o Uruguai, por 4 a 2, na rodada passada. Na estreia, a equipe equatoriana foi derrotado por 1 a 0 pela Argentina. Assim, soma três pontos e ocupa a quinta colocação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.