Massimo Pinca / Reuters
Massimo Pinca / Reuters

Contra o Porto, Juventus quer evitar novas surpresas na Liga dos Campeões

Time italiano conta com Cristiano Ronaldo para vencer sólida defesa da equipe portuguesa

Felipe Rosa Mendes, O Estado de S.Paulo

17 de fevereiro de 2021 | 08h00

Escaldado pelas recentes surpresas de que foi alvo nas últimas edições da Liga dos Campeões, a Juventus entrará em campo às 17 horas (de Brasília) desta quarta-feira apostando na cautela e em Cristiano Ronaldo para superar o Porto, no Estádio do Dragão, em Portugal. Será apenas o jogo de ida, das oitavas de final, mas o técnico Andrea Pirlo quer atenção total do time italiano.

"É uma partida muito complicada porque eles se defendem muito bem. Não levaram gols em quatro ou cinco partidas da Liga dos Campeões. É uma equipe compacta, ao estilo do Atlético de Madrid. São muito bons em fechar espaços. Teremos que ter muita paciência em não forçar jogadas porque eles também são muito bons em contra-ataques", aconselha Pirlo.

As recentes campanhas da Juventus só aumentam o alerta feito pelo treinador. Na temporada passada, o time de Turim caiu na própria fase de oitavas, diante do Lyon. No campeonato anterior, o algoz foi o Ajax, nas quartas de final, ampliando um jejum de títulos na Liga que já dura 26 anos.

Para descartar a surpresa e superar a sólida defesa portuguesa, a Juventus conta com a experiência de Cristiano Ronaldo, dono de cinco troféus da Liga dos Campeões e maior artilheiro da história do torneio, com 134 gols.

"Nos últimos anos, nos despedimos antes do que gostaríamos, mas seguimos dando o máximo a cada ano e esta temporada não é exceção", diz o atacante, ansioso por voltar a uma final europeia. "Será uma partida muito importante, contra uma equipe muito forte, mas só posso esperar que seja o começo de um grande caminho até a final."

Sem poder contar com o atacante Paulo Dybala, recuperando-se de lesão, Pirlo deve apostar mesmo em Ronaldo, ainda que Chiesa viva boa fase e Morata costume dar trabalho à defesa rival. O técnico Sérgio Conceição, no entanto, não esconde a preocupação com o compatriota que defende o rival. "Cristiano pode decidir um jogo a qualquer momento. No terço final do campo, ele é fabuloso, o melhor do mundo, sem dúvida", comenta o treinador do Porto.

Outra baixa da Juventus é o zagueiro Leonardo Bonucci. No meio, Aaron Ramsey retorna com chance de entrar no segundo tempo. Os laterais brasileiros Danilo e Alex Sandro estão confirmados entre os titulares.

Do lado português, Conceição deve apostar nos contra-ataques encabeçados pelo mexicano Jesús Corona, pelo francês Moussa Marega e pelo iraniano Taremi - as baixas são Mbaye, Nanu e Iván Marcano. As disparadas rumo ao ataque foram decisivos ao Porto na fase de grupos, quando a equipe atuou de forma recuada e quase retranqueira. O time sofreu apenas três gols em seis jogos.

Trata-se de postura diferente do que acontece no Campeonato Português, onde costuma ser mais ofensivo, sem o mesmo sucesso da temporada passada. O atual campeão, porém vice-líder da atual edição, vem de três empates consecutivos na competição nacional. A Juventus vem de dois tropeços: empate com a Inter de Milão e derrota para o Napoli, no fim de semana.

SEVILLA X BORUSSIA DORTMUND

Também às 17 horas, o Sevilla vai receber o Borussia Dortmund no estádio Ramón Sánchez-Pizjuán, na cidade espanhola, pela ida das oitavas. Os alemães têm ligeiro favoritismo, pela melhor campanha na fase de grupos e por contar com o jovem talento de Erling Haaland.

O atacante norueguês, de 20 anos, é a maior estrela de sua geração. Cobiçado pelos grandes da Europa, o jogador já marcou 39 gols pelo Borussia desde que chegou ao clube, no ano passado. Ao lado do atacante inglês Jadon Sancho, também de 20 anos, Haaland forma uma das duplas de ataque mais jovens e talentosas do continente.

O rejuvenescido time alemão tem ainda o meia americano Giovanni Reyna, de 18, e o atacante camaronês Youssoufa Moukoko, que fez sua estreia em novembro, aos 16 anos. Os jovens são comandados pela batuta do experiente meia Marco Reus, da seleção alemã. O momento, contudo, não é dos mais favoráveis, com dois tropeços seguidos e o sexto lugar do Campeonato Alemão.

Por isso, o Sevilla pode surpreender nesta quarta. Em ascensão, bateu o Barcelona por 2 a 0 no jogo de ida da semifinal da Copa do Rei e vem de nove vitórias consecutivas, por diferentes competições. É o quarto colocado do Campeonato Espanhol.

Os destaques da equipe comandada por Julen Lopetegui, ex-técnico do Real Madrid e da seleção espanhola, são o zagueiro Jules Kounde e o atacante marroquino Youssef En-Nesyri, dono de 13 gols na temporada, incluindo dois "hat-tricks" em janeiro. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.