Felipe Oliveira/Divulgação/ECBahia
Felipe Oliveira/Divulgação/ECBahia

Contra o São Paulo, Bahia põe à prova retrospecto favorável na Arena Fonte Nova

Equipe baiana venceu dez partidas das 14 que fez na Arena Fonte Nova nesta temporada

Estadão Conteúdo

13 Maio 2018 | 06h34

Após recuperar o ânimo com a vitória convincente sobre o Vasco pela Copa do Brasil no meia da semana, o Bahia coloca à prova contra o São Paulo, neste domingo, às 16 horas, em Salvador, o retrospecto positivo jogando na Arena Fonte Nova nesta temporada e melhorar o poderio ofensivo no Campeonato Brasileiro.

Confira a tabela do Campeonato Brasileiro

+ Diante do Bahia, São Paulo quer desencantar fora de casa

Mais notícias do Campeonato Brasileiro

No duelo, válido pela quinta rodada, o time baiano busca a sua segunda vitória na competição nacional. Até aqui soma quatro pontos, fruto de uma vitória contra o Santos e um empate contra o Atlético Paranaense. Na Arena Fonte Nova em 2018, venceu dez vezes, empatou três e perdeu apenas uma.

O desempenho ofensivo do time do técnico Guto Ferreira no torneio é muito ruim. Apesar de ser a quinta equipe que mais cria chances de gol no campeonato, o Bahia balançou as redes apenas uma vez e passou em branco nas outras três partidas. Tem o pior ataque ao lado de Ceará e Cruzeiro.

 

O triunfo contundente por 3 a 0 contra o Vasco pode servir de exemplo para que a equipe melhore a pontaria. Na ocasião, os baianos massacraram o adversário com uma atuação irretocável. Zé Rafael, autor de um dos gols, diz que a apresentação traz confiança ao elenco, que estava pressionado.

 

"A vitória trouxe confiança, tirou o peso das costas, a torcida estava ansiosa para que a gente fizesse o resultado. A partir dali o jogo fluiu de forma muito mais tranquila", disse o meia, peça fundamental para que o time reaja no Brasileirão.

 

Guto Ferreira comandou apenas um treino com os titulares no gramado antes da partida contra o São Paulo. Quem enfrentou o Vasco ficou na academia se recuperando e não esteve no pesado gramado do CT, castigado pelas chuvas.

 

O treinador não definiu a equipe, que pode contar com retornos importantes na defesa. O zagueiro Douglas Grolli se recuperou de uma lesão muscular na coxa e o lateral-direito Nino Paraíba está livre após sofrer com uma amidalite. Ambos estão à disposição e devem voltar a jogar. Já os zagueiros Becão e Tiago, além do meia Marco Antônio, ainda fazem trabalhos físicos e dificilmente enfrentar o São Paulo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.