Contra queda no Brasileirão, Vitória e Bahia buscam triunfos

Mandante da partida na Arena Fonte Nova, o Vitória segue na lanterna com 21 pontos, apesar do triunfo sobre o Fluminense

Tiago Décimo, Estadão Conteúdo

21 Setembro 2014 | 08h49

Vitória e Bahia se enfrentam neste domingo, 21, às 16 horas, na Arena Fonte Nova, em Salvador, pela 23.ª rodada do Brasileirão, buscando iniciar uma sequência de triunfos. Os rivais baianos, que lutam para escapar da zona de rebaixamento, vêm de boas apresentações - ambos têm duas vitórias nas últimas três partidas - e esperam, com um bom resultado, ganhar confiança para o restante da competição.

Mandante da partida, o Vitória segue na lanterna com 21 pontos, apesar do triunfo de virada sobre o Fluminense por 3 a 1, na última quarta-feira, no estádio Barradão, em Salvador. Por outro lado, apenas dois pontos o separam do primeiro time fora do grupo dos quatro últimos, justamente o rival Bahia. Ou seja, um triunfo no clássico pode representar a saída do time da zona de rebaixamento.

Além disso, o Vitória, após enfrentar o rival, terá jogos contra Palmeiras e Botafogo, concorrentes diretos na luta contra a queda para a Série B. "Temos de começar ganhando do Bahia, para depois pensar em Palmeiras e Botafogo", disse o goleiro Júnior Fernández. "Se conseguirmos essas vitórias, sairemos dessa situação e vamos ter mais tranquilidade para trabalhar".

Engatar uma sequência de bons resultados também é o objetivo do Bahia, que vem de vitórias sobre o Figueirense por 3 a 0, em Feira de Santana (BA), e sobre o Botafogo por 3 a 2, de virada, no estádio do Maracanã, no Rio. "O importante é manter o espírito que o time teve nas últimas partidas", afirmou o técnico Gilson Kleina.

O treinador faz mistério sobre a escalação, mas a única dúvida parece ser no meio de campo entre os meias Emanuel Biancucchi, titular nas últimas partidas, e Marcos Aurélio, que está recuperado de uma lesão muscular e pode voltar à equipe.

Mais conteúdo sobre:
futebol Brasileirão Vitória Bahia

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.