Shawn Thew/EFE
Shawn Thew/EFE

Contra Uruguai, Pizzi pede que Arábia Saudita 'mude a imagem' deixada na estreia

Equipe foi derrotada por 5 a 0 pela Rússia no jogo de abertura da Copa do Mundo

Estadão Conteúdo

19 Junho 2018 | 15h50

O técnico Juan Antonio Pizzi foi um duro crítico da Arábia Saudita após a goleada sofrida na estreia da Copa do Mundo para a Rússia. Ele atacou a atuação de seus comandados no 5 a 0 da quinta-feira passada e, agora, cobrou que eles se esforcem ao máximo para "mudar a imagem" no confronto com o Uruguai, nesta quarta-feira, em Rostov.

+ Avião da Arábia Saudita sofre pane e tem princípio de incêndio em viagem a Rostov

+ Arábia Saudita quer surpreender Uruguai e melhorar imagem após vexame

+ Dirigente saudita culpa falta de esforço dos jogadores por goleada

"Nós temos uma boa oportunidade de aparecer bem e mudar a imagem anterior que deixamos. Nós estamos tentando jogar melhor. Nossa primeira aparição não foi do jeito que esperávamos", declarou o treinador em entrevista coletiva nesta terça.

Pizzi assumiu a Arábia Saudita apenas em novembro do ano passado. Em 10 partidas sob seu comando, a seleção venceu somente três vezes. Para piorar, vem de cinco derrotas consecutivas. Por isso, o treinador não escondeu a irritação ao cobrar um desempenho superior diante dos uruguaios.

 

"Nós vamos jogar com toda nossa força, queremos provar nossa habilidade e competir, confiantes em nossa capacidade. Precisamos mostrar nossa habilidade individual, temos esta possibilidade. Vamos competir com a mesma energia e vitalidade que precisamos", prometeu.

Por mais que admitisse o favoritismo do adversário, Pizzi considerou que a Arábia pode surpreender. "As partidas variam jogo a jogo, e temos uma forma diferente de jogar. Amanhã, jogaremos contra um time muito forte no ataque, mas vamos trabalhar para que aconteça o melhor."

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.