Contraprova confirma doping de Mozart

A contraprova do exame antidoping confirmou a presença da substância proibida betametasone no organismo do Mozart, segundo revelou nesta terça-feira a Federação Italiana. O brasileiro da Reggina, clube da primeira divisão da Itália, foi flagrado no teste feito após uma partida contra o Milan, no dia 3 de outubro, e já está suspenso preventivamente. Agora, será julgado e deve receber uma rigorosa pena.Revelado pelo Coritiba, Mozart chegou a vestir a camisa da seleção olímpica. Foi para a Reggina há três anos, quando defendia o Flamengo. Segundo ele, a substância foi parar em seu organismo após ter passado uma pomada contra picada de mosquito em sua filha.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.