Contrariado, Leão aceita o sorteio

Bem que o técnico Leão preferia que o mando das partidas contra o São Caetano fosse invertido, mas hoje ele disse que "em sorteio você não acha, não escolhe, apenas aceita", disse o treinador, que fez uma crítica: "o time que mais pontuou não decidirá a vaga em casa". Mesmo preferindo decidir a vaga em casa, Leão disse que não iria morrer com a decisão no Anacleto Campanela. "São duas partidas, as duas equipes têm um padrão muito bom, mas tem de decidir". Aproveitou, porém, para criticar o critério, envolvendo o ex-juiz Armando Marques em seu comentário: "o que assusta um pouco é o critério, em que o saldo entre as duas partidas vem primeiro que os pênaltis. O juiz tem que estar esperto porque se somar um mais um e der três, como fez o Armando Marques, nós estaremos perdidos". Leão acha que o que vai contar mesmo é a capacidade das duas equipes, destacando que os quatro times classificados eram de seu grupo. "Fizemos muitos pontos, mesmo com as dificuldades e mostramos que temos condições. Já o São Caetano se classificou na rabeira, mas é preciso lembrar que no ano em que o Santos foi campeão brasileiro, também se classificou raspando".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.