Reprodução/ Twitter Santos FC
Reprodução/ Twitter Santos FC

Contratação de Robinho pelo Santos recebe críticas nas redes sociais

Volta do ídolo santista gera reclamações devido à sua condenação por estupro na Itália

Marcos Antomil, O Estado de S.Paulo

11 de outubro de 2020 | 18h05

O Santos anunciou a contratação de Robinho. O atacante fará sua quarta passagem pela equipe alvinegra. Se outras vezes, o retorno do jogador foi festejado, dessa vez, as coisas mudaram.

Em 2017, Robinho foi condenado a nove anos de prisão na Itália por violência sexual em grupo. A acusação dá conta de caso envolvendo outros cinco homens ocorrido na cidade de Milão em 22 de janeiro de 2013. De acordo com o tribunal que julgou o caso, o grupo teria sujeitado uma mulher albanesa a repetidas humilhações e atos pesados de violência sexual.

O atacante recorre da decisão, que ainda pode ser avaliada em outras instâncias. Caso seja definitivamente condenado, o atleta não poderá ser extraditado, porque a Constituição Federal veda esse tipo de ação sobre brasileiros natos. Porém, a justiça italiana poderia entrar em acordo com a justiça local pelo cumprimento da condenação em território brasileiro.

Nas redes sociais, houve manifestações contrárias ao retorno de Robinho à Vila Belmiro. Foi apontada contradição ao relembrarem publicação da equipe santista sobre o Dia Internacional para a Eliminação da Violência contra as Mulheres.

Torcedores também afirmaram que o futebol, com esse tipo de contratação, alimenta a cultura do estupro e despreza as mulheres.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.