Conturbado, Palmeiras testa em Salvador

O ambiente do Palmeiras continua conturbado. E o efeito da derrota por 7 a 2 para o Vitória parece não ter fim. Desta vez o protagonista não é o sincero e, muitas vezes polêmico, goleiro Marcos. Trata-se do lateral-direito Neném que fez duras críticas ao técnico Jair Picerni. Dispensado do clube na sexta-feira ? notificado oficialmente nesta terça-feira ?, Neném se diz vítima do treinador que, segundo ele, sucumbiu à pressão da torcida. ?Antes do jogo contra o Vitória ele me passou confiança, motivação. Mas, com 3 a 0 me substituiu,? disse. ?Não demonstrou personalidade diante dos pedidos da torcida, quis ficar numa boa.? De acordo com Neném, Picerni não serve para o Palmeiras. ?Só trabalhou em equipes médias, não está acostumado com time de grande porte, é claro que iria ceder à pressão?, afirmou. ?O Palmeiras dele é um time que tem vários esquemas, mas até agora não descobriu o verdadeiro.? Sem citar nomes, Neném insinuou que alguns jogadores se esforçam para conquistar e se manter como ?queridinhos? da torcida. De acordo com ele tal atitude não se resume ao trabalho dentro de campo. ?Existem várias formas de se fazer isso (agradar a torcida). Basta analisar que é fácil perceber quem age dessa forma.? Quando soube que estava sendo bombardeado, Picerni ficou uma fera. Partiu para sala de imprensa da Academia de Futebol para tirar satisfações com Neném, que já havia se retirado. Prova de fogo ? O contestado esquema de Jair Picerni será mais uma vez testado nesta quarta-feira, às 21h40, diante do Vitória, no Barradão, pela Copa do Brasil. Como vencer por seis gols de diferença é quase impossível, o treinador testará Anselmo, Vágner e Edmílson. ?Precisamos observá-los para o restante da temporada.? Mas a vitória é questão de honra. ?Elevará nosso moral.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.