'Contusão' do brasileiro Juan preocupa dirigentes da Roma

No entanto, empresário do atleta afirma que ele deixou o campo contra a Colômbia apenas por precaução

ANSA,

16 de outubro de 2008 | 16h04

Os dirigentes da Roma ficaram preocupados com a saída do zagueiro Juan no segundo tempo do empate por 0 a 0 entre Brasil e Colômbia, na quarta-feira, em jogo válido pelas Eliminatórias para a Copa de 2010. Dê seu palpite no Bolão Vip do LimãoCom um time cheio de desfalques, o clube da capital italiana teme uma contusão do zagueiro, que foi um dos poucos destaques positivos na atuação apagada da seleção brasileira.No entanto, o empresário do jogador, Alessandro Lucci, disse que "Juan saiu no segundo tempo apenas por precaução"."Como o grande profissional que é, ele pretende administrar da melhor maneira suas energias para ajudar a Roma em suas próximas e importantíssimas partidas. Não apontou nenhuma dor, nem cansaço, nem nada de tudo isso: como já tinha feito no primeiro jogo, saiu por escolha depois de ter jogado 45 minutos", acrescentou.O atleta deve se reapresentar à equipe nesta sexta-feira. Caso seja avaliado positivamente pelo departamento médico, pode voltar a campo já neste domingo contra a Inter de Milão, pelo Campeonato Italiano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.