Wolfgang Rattay/Reuters
Wolfgang Rattay/Reuters

Contusões criaram situação 'crítica' no Bayern, diz Guardiola

Zagueiro Medhi Benatia é a baixa mais recente do time alemão

Karolos Grohmann, REUTERS

10 de abril de 2015 | 10h26

O técnico do Bayern de Munique, Pep Guardiola, descreveu a série de contusões em seu time como uma situação “muito crítica” nesta sexta-feira, depois de o zagueiro central Medhi Benatia se tornar a baixa mais recente do grupo.

O jogador marroquino pode perder as partidas de ida e volta das quartas de final da Liga dos Campeões contra o Porto este mês devido a uma contusão muscular sofrida na vitória sobre o Bayer Leverkusen na quarta de final da Copa da Alemanha, na quarta-feira.

"Tivemos problemas e agora temos mais problemas. Nossa situação é muito crítica, muito crítica", disse Guardiola. "Nunca me vi em uma situação com tantas contusões. Mas aqui estamos. Iremos lutar até o fim por nossos objetivos, nosso clube".

O Bayern, que lidera o Campeonato Alemão com uma vantagem de 10 pontos, busca uma trinca de títulos, esperando repetir o feito de 2013. O time viaja a Portugal para enfrentar o Porto na semana que vem para a partida de ida das quartas do torneio europeu de elite.

Mas a contusão de Benatia, que pode deixá-lo fora de campo por até um mês, é um golpe a mais depois de Bastian Schweinsteiger, David Alaba, Arjen Robben, Javi Martínez e o goleiro reserva Tom Starke terem engrossado a lista de contundidos.

Franck Ribéry, que ficou cinco semanas afastado com uma lesão no tornozelo, voltou a treinar nesta semana, mas Guardiola afirmou que ele é dúvida para o jogo contra a equipe portuguesa. "Ainda não sei se ele pode viajar conosco na segunda-feira para pegar o Porto', declarou.

Thiago Alcântara acabou de voltar à ação depois de passar um ano contundido. "Tenho plena confiança em meu time. Aprendi muito sobre meus jogadores nos dois últimos jogos. Eles mostraram muita paixão, e quando você mostra isso pode conquistar muitas coisas", afirmou Guardiola.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.