Conversa com França anima Nelsinho

Em seu primeiro dia como treinador do São Paulo, o técnico Nelsinho Baptista elegeu uma prioridade: conversar com o atacante França. A preocupação do técnico era saber se a perspectiva do jogador ir para um clube do exterior no segundo semestre poderia afetar seu trabalho no Tricolor. O resultado foi animador. "Ele está muito bem. O que eu queria saber é se o França está com a cabeça no São Paulo e vi que ele está ", disse Nelsinho. O jogador disse que o problema já não o afeta. "Já passei por isso tantas vezes que nem chega a mexer comigo", disse o atacante, lembrando que já passou por essa situação por pelo menos quatro vezes. Atualmente espera por uma proposta do Borussia Dortmund, da Alemanha, que deverá ser oficializada até o dia 10. França afirmou que se o negócio não der certo não terá problemas em permanecer no São Paulo - até porque tem recebido muitos elogios de Nelsinho que o considera "um jogador acima da média" - mas acredita que já chegou sua hora de ganhar experiência internacional. "Tenho 25 anos e acho que é um bom momento para ir para o exterior, até porque estou mais maduro e tenho apresentado bom desempenho nos últimos campeonatos que estou disputando." O atacante não esconde que tem um temor: o de que seu trabalho para ganhar reconhecimento de clubes estrangeiros tenha de voltar ao zero. "Fiz 24 gols nesse primeiro semestre e, se quiser ter uma nova oportunidade no fim do ano, terei de manter a mesma média." Hoje, a equipe começou os treinos físicos.Segundo o preparador físico José Roberto Portela, os primeiros coletivos só serão realizados a partir de sexta-feira.

Agencia Estado,

05 de junho de 2001 | 18h24

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.