Conversa é a tática do Barbarense

O União Barbarense está em alerta. Após seis partidas sem vitória no Campeonato Paulista, incluindo a derrota domingo para o Botafogo, nos pênaltis, o clima de desânimo é visível no elenco. Na tentativa de reerguer a equipe, o técnico Luís Carlos Martins pretende conversar muito com os jogadores. Neste momento, ele considera isso mais importante do que treinos táticos e técnicos."Os jogadores precisam ter a consciência que podem e vão vencer. Eles não são profissionais por acaso. Muitos tentam e poucos conseguem. E eles são esta minoria", explicou o treinador.Luís Carlos Martins assumiu o União Barbarense no ano passado, após a demissão de Jair Picerni, atual técnico do São Caetano. Na ocasião, o time estava nas últimas colocações do Paulistão. Sob seu comando, a equipe de Santa Bárbara teve uma arrancada e chegou a ficar seis partidas sem perder. Até ficou bem perto da classificação, perdendo a vaga na fase final do campeonato só na última rodada, quando perdeu para o São Paulo em casa."Vamos nos recuperar. É essa consciência que os jogadores têm que ter para mudar a situação. Mas não podemos nos precipitar. É só ter paciência", pediu Luís Carlos Martins.Apesar da pressão da torcida, que chegou a pedir a saída do treinador no domingo, o presidente do clube, Roberto Mantovani Filho, garantiu que Luís Carlos Martins continua no cargo. "O Luís assumiu o time no começo e vai terminar o campeonato. Só sai daqui se pedir demissão", prometeu o dirigente.O elenco está de folga nesta segunda-feira e se reapresenta na terça-feira pela manhã. Com sete pontos ganhos, o União Barbarense ocupa a 12ª colocação na classificação geral do Campeonato Paulista.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.