?Convidado? estréia na Copa do Brasil

O Bragantino recebe o Paraná Clube, nesta terça-feira, às 20h30, no estádio Marcelo Stefani, em Bragança Paulista, na estréia dos dois times na 14ª edição da Copa do Brasil, competição que dá ao campeão uma vaga na Taça Libertadores da América.Depois de surgir como grande força do futebol paulista no final da década de 80, o Bragantino chega para esta competição pensando em resgatar o prestígio perdido após o rebaixamento para as segundas divisões dos Campeonatos Paulista e Brasileiro."Fomos convidados pela CBF e não vamos desperdiçar esta chance. Através desta oportunidade iremos resgatar a tradição do Bragantino", garante o presidente de honra do clube, o deputado estadual Nabi Abi Chedid. A indicação do time do deputado provocou uma crise no futebol paulista. A vaga deveria ser preenchida pelo Bandeirante, de Birigüi, que sagrou-se campeão da Copa do Interior. Segundo promessa feita pelo presidente da Federação Paulista de Futebol (FPF), Eduardo José Farah, o campeão da Copa do Interior seria o dono da vaga. O dirigente não cumpriu a promessa e o Bragantino acabou beneficiado. A missão do Bragantino, entretanto, não será das mais fáceis. Depois de empatar em 1 a 1 com o Atlético Sorocaba, no domingo, o técnico Pardal espera que os jogadores compensem a falta de descanso com muita raça e determinação."Jogamos no domingo, enquanto o Paraná jogou no sábado. Eles estão um passo à nossa frente. Temos que compensar este atraso com o coração na ponta da chuteira", incentivou o treinador, que deverá manter a mesma equipe que empatou no final de semana contra o Atlético, em Sorocaba, pela Série A-2.No Paraná, a única dúvida do técnico Paulo Bonamigo é a presença de Alexandre ou Leandro Alves no meio campo. Os demais jogadores serão os mesmos que venceram o Joinville-SC por 4 a 1.A equipe de Bragança deve jogar com Luís Fernando; Gil Baiano, Luizão e Júlio César; Tupã, Goiano, Rogerinho, Peribé e Vanderlei; Guga e Alex França.O Paraná Clube deverá atuar com Marcos; Goiano, André, Ageu e Hílton; Hélcio, Frédson, Marquinhos e Leandro Alves (Alexandre); Maurílio e Márcio. O técnico é Paulo Bonamigo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.