Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Convocação pega Ricardinho de surpresa

Ricardinho estava se preparando para treinar quando o massagista Gustavo deu a notícia: tinha sido convocado por Parreira. "Foi uma surpresa sim. Fico feliz em servir a Seleção mais uma vez", comentou, lamentando apenas deixar o grupo do Santos nesse momento difícil do time, que nesta segunda demitiu o técnico Oswaldo de Oliveira. "Mas a profissão é assim mesmo e vamos reverter essa situação".Apesar de estar numa situação muito difícil, Ricardinho entende que o time "pode e tem que reverter isso e, tem que continuar evoluindo no trabalho". Ele acha que ainda dá para alcançar o São Paulo: "são sete pontos, ficou mais difícil, mas temos 18 pontos a disputar ainda e, portanto, há essa possibilidade".A convocação para a Seleção estava em seus planos. "A gente sempre busca isso, tenho 28 anos e ainda há essa possibilidade de mais uma vez defender a seleção, espero ter êxito novamente". Ricardinho acha importante vencer e comentou que o jogo contra o Peru, em Goiânia, será num estádio bom, que dá toda estrutura para jogar um bom futebol. "Vamos conseguir o resultado para retomar nossa posição nas eliminatórias."A derrota na última partida disputada (Equador 1 a 0) aumenta a responsabilidade da Seleção. "Perdemos o último jogo e isso torna essa partida mais importante", disse ele, comentando que, em relação ao Uruguai, "faz muitos anos que o Brasil não vence esse adversário fora de casa, mas esse tipo de situação existe para um dia ser quebrado e esperamos que seja desta vez".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.