Lucas Figueiredo/CBF
Lucas Figueiredo/CBF

Convocação de Tite tem retorno de Daniel Alves, sequência para Coutinho e ausência de Hulk

Sem surpresas, técnico divulga lista com 26 atletas para as partidas da seleção contra o Equador e o Paraguai pelas Eliminatórias

Redação, Estadão Conteúdo

13 de janeiro de 2022 | 11h28

O técnico Tite fez nesta quinta-feira a primeira das quatro convocações da seleção brasileira que terá pela frente antes de anunciar a lista de jogadores que irão para a Copa do Mundo no Catar, que será disputada nos meses de novembro e dezembro. Com as voltas de Daniel Alves e Philippe Coutinho ao grupo, mas sem Neymar (machucado) e Hulk (ainda em pré-temporada no Atlético-MG), 26 atletas foram chamados para os jogos contra Equador, em Quito, e Paraguai, em Belo Horizonte, pelas Eliminatórias.

Líder da competição, a seleção encara no próximo dia 27 o Equador, que está terceiro lugar, no estádio Casa Blanca. Já em 1.° de fevereiro, o Brasil tem pela frente o Paraguai, o nono colocado, em duelo que será realizado no estádio do Mineirão. A equipe de Tite tem 35 pontos em 13 jogos e a Argentina vem logo atrás, com 29.

Para esses jogos, a seleção terá uma logística diferente por conta do aumento de casos de covid-19 em todo o mundo, especialmente com a variante Ômicron. O grupo se apresenta direto em Quito e os jogadores vindos da Europa vão pegar um voo fretado disponibilizado pela CBF em Madri, na Espanha, no dia 24, direto para a capital do Equador.

A convocação feita por Tite não apresenta nenhuma cara nova, mas os retornos de Daniel Alves, novamente no Barcelona, e Philippe Coutinho, recém contratado pelo Aston Villa, chamam mais a atenção. O técnico chamou  26 jogadores porque o volante Fabinho e o meia Lucas Paquetá estão suspensos da partida contra o Equador por terem recebido o segundo cartão amarelos contra a Argentina, em novembro.

Titular absoluto, Neymar não apareceu na lista, mas isso já era esperado. O jogador não atua desde 28 de novembro, quando sofreu uma lesão no tornozelo esquerdo, e a previsão é de que volte a ter condições de jogo justamente às vésperas da partida contra o Equador. O problema é que seu clube, o Paris Saint-Germain, enfrenta o Real Madrid, pelas oitavas de final da Liga dos Campeões da Europa, duas semanas mais tarde e, para evitar riscos de uma eventual volta antecipada e ao mesmo tempo fazer uma sinalização positiva ao clube francês, Tite o deixou de fora desta vez.

Outra ausência sentida foi a de Hulk. O atacante do Atlético-MG, campeão e artilheiro com o Atlético-MG no último Campeonato Brasileiro, além de eleito o melhor jogador do país em 2021, ficou de fora. Um motivo poderia ser o fato de ainda estar em pré-temporada, mas Tite chamou três atletas que atuam no futebol brasileiro e estão na mesma situação: o goleiro Weverton, do Palmeiras, o meia Everton Ribeiro e o atacante Gabriel, ambos do Flamengo.

Confira a lista de convocados da seleção brasileira:

Goleiros - Alisson (Liverpool-ING), Ederson (Manchester City-ING) e Weverton (Palmeiras);

Laterais - Emerson (Tottenham-ING), Daniel Alves (Barcelona-ESP), Alex Sandro (Juventus-ITA) e Alex Telles (Manchester United-ING);

Zagueiros - Eder Militão (Real Madrid-ESP), Gabriel Magalhães (Arsenal-ING), Marquinhos (Paris Santis-Germain-FRA) e Thiago Silva (Chelsea-ING);

Meio-campistas - Bruno Guimarães (Lyon-FRA), Casemiro (Real Madrid-ESP), Fabinho (Liverpool-ING), Fred (Manchester United-ING), Gerson (Olympique de Marselha-FRA), Everton Ribeiro (Flamengo), Lucas Paquetá (Lyon-FRA) e Philippe Coutinho (Aston Villa-ING);

Atacantes - Antony (Ajax-HOL), Gabriel (Flamengo), Gabriel Jesus (Manchester City-ING), Matheus Cunha (Atlético de Madrid-ESP), Raphinha (Leeds United-ING), Rodrygo (Real Madrid-ESP) e Vinicius Junior (Real Madrid-ESP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.