Convocados tentam aproveitar a chance

Sem poder chamar os astros que atuam no exterior, o técnico Carlos Alberto Parreira deu a primeira chance a vários jogadores na seleção brasileira, que enfrenta a Guatemala, quarta-feira, no Pacaembu. E avisou que eles devem aproveitar bem o teste para, quem sabe, ganhar uma vaga no grupo. Os convocados parece que entenderam o recado. "Eu quero mais é complicar a cabeça do Parreira. Quero jogar e fazer gols e mostrar que tenho condições de participar do grupo que disputa as Eliminatórias. Não vou negar que estou sonhando com a Copa do Mundo. Se a pessoa não tiver sonho, não sai do lugar", disse o atacante Grafite."Acho que o Cafu está garantido por tudo que fez no futebol brasileiro. Mas eu estou aí para essa briga. Quero é jogar bem para ter novas chances", afirmou o lateral-direito Cicinho."Eu disputei o Mundial de Juniores de 97, mas essa é a minha primeira chance na seleção. Quero aproveitar ao máximo a minha estada. Quero usufruir do ambiente", revelou o atacante Fernandão. O grupo de Parreira em São Paulo está mesmo deslumbrado com o amistoso da seleção. "É difícil chegar jogando pelo São Caetano. Grandes times foram formados lá e ninguém foi chamado. Estar aqui é uma vitória", lembrou o meia Marcinho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.