Copa América adiada para 2002

A 40ª edição da Copa América foi adiada para o próximo ano, na Colômbia, em data ainda a ser definida. A decisão de não realizar a competição neste ano, de 11 a 29 de julho, como estava previsto, foi anunciada às 14h30 (horário de Brasília) pelo paraguaio Nicolás Leoz, presidente da Confederação Sul-Americana de Futebol. Da reunião participaram os 16 membros do comitê executivo da Conmebol, mas somente 10 deles tiveram direito a voto - os presidentes das confederações. O encontro da CSF durou duas horas. O Brasil era candidato a promover o torneio, caso ele tivesse sido mantido para este ano. Nicolás Leon, que admitiu a possibilidade de organizar a Copa América em janeiro de 2002, disse que a decisão tomada hoje em Buenos Aires foi "muito apertada". "Praticamente estávamos empatados em 5 a 5. Ganhou o objetivo comum", explicou. Argentina, Brasil, Paraguai, Uruguai e Peru queriam a Copa ainda em 2001. Bolivia, Chile, Colômbia, Equador e Venezuela eram contrários.

Agencia Estado,

30 de junho de 2001 | 14h37

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.