Divulgação
Divulgação

Copa América de 2016 deve ocorrer nos EUA para respeitar contrato

Dirigente confirmou edição comemorativa de cem anos do torneio

Daniela Desantis, Reuters

08 de setembro de 2015 | 15h44

A Copa América do Centenário deve ser disputada nos Estados Unidos em conjunto com a Concacaf porque existe um contrato que a Conmebol vai respeitar, disse nesta terça-feira o presidente da Associação Paraguaia de Futebol, Alejandro Domínguez.

Domínguez falou sobre o torneio em meio a rumores sobre a mudança da sede após o escândalo de corrupção na Fifa. O Chile apareceu nesta semana como um possível organizador do evento junto com Argentina e Uruguai, segundo a mídia.

"Há um contrato firmado e se não for cumprido, é preciso sair pela via prevista. Até agora os contratos seguem e a Copa Centenário será disputada nos Estados Unidos", disse Domínguez à rádio Urbana, de Assunção.

"A menos que a Concacaf não cumpra, a Conmebol vai respeitar o que está acordado. Uma vez firmado o acordo é difícil que se rompa", completou o dirigente, um dos diretores do comitê executivo da Conmebol, considerado um homem muito próximo ao presidente Juan Angel Napout.

O torneio para celebrar os 100 anos da Copa América foi programado para junho do próximo ano nos Estados Unidos com a participação de 10 seleções sul-americanas e seis da Concacaf, mas sua organização ficou em dúvida depois de acusações da Justiça dos EUA contra dirigentes de futebol.

Tudo o que sabemos sobre:
FutebolCopa AméricaEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.