Copa América pode acontecer no Brasil

A Confederação Sul-Americana de Futebol (CSF) confirmou hoje pela manhã a suspensão da Copa América, que seria disputada na Colômbia entre 11 e 29 de julho. A confirmação foi feita pelo vice-presidente da CSF, o uruguaio Eugenio Figueiredo. Segundo ele, a Colômbia vive sob ameaça constante do terrorismo, e não oferece segurança às delegações estrangeiras nem aos torcedores. De acordo com Figueiredo, a competição poderá ser transferida para o Brasil. Uruguai, Chile e Equador também já se dispuseram a receber o torneio. A suspensão da Copa América na Colômbia foi uma vitória da guerrilha. Na segunda-feira, o vice-presidente da Confederação Colombiana de Futebol, Hernán Mejía Campuzano foi seqüestrado, segundo o governo, por guerrilheiros das Farcs - Forças Revolucionárias Colombianas. Até esta quinta-feira pela manhã, o dirigente continuava em poder dos seqüestradores. Só neste ano, atentados atribuídos à guerrilha deixaram 12 mortos e mais de 200 feridos no país. Figueiredo informou que a decisão de suspender a Copa América foi tomada na madrugada, por volta das duas horas. Segundo ele, logo depois os dirigentes iniciaram uma série de consultas na tentativa de encontrar uma nova sede. Ontem à noite, quando a possibilidade de suspensão ganhou força, dirigentes nordestinos lançaram informalmente, a candidatura da região para receber a competição. Alagoas e Paraíba são, atualmente, as sedes da Copa dos Campeões - torneio disputado por oito equipes e que aponta um dos representantes do Brasil na Taça Libertadores da América.

Agencia Estado,

28 de junho de 2001 | 09h31

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.