Copa América vira problema para seleção

A ausência do Brasil nos Jogos Olímpicos de Atenas já trouxe conseqüências diretas para a seleção principal, que vai disputar a Copa América entre os dias 6 e 25 de julho, no Peru. A princípio, a idéia era a de transformar a competição em um ?treino? para a equipe Sub-23 que disputaria a Olimpíada em agosto. A comissão técnica da seleção e o presidente da CBF, Ricardo Teixeira, já se reuniram para discutir o problema que se transformou a Copa América. Um dos principais obstáculos será a convocação de jogadores que atuam nos clubes europeus, porque eles estarão em final de temporada e início de férias.Mas o medo de um novo fracasso poderá forçar Parreira a levar força total ao Peru. E uma das primeiras providências a serem tomadas será a viagem que o técnico fará à Europa para observar algumas partidas e novos nomes que estão se destacando nos campeonatos europeus.No roteiro de viagem de Parreira e do coordenador-técnico Zagallo estão a Itália, França e Alemanha. A dupla deixará o Brasil na terça-feira, após a convocação dos atletas que atuam por times estrangeiros para o amistoso contra a Irlanda, em Dublin, no dia 18 de fevereiro.

Agencia Estado,

28 de janeiro de 2004 | 20h33

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.