Copa com frio é melhor para futebol que com calor, diz Blatter

'Há menos resistência do ar e será mais fácil fazer gols', avisa o presidente da Fifa, sobre a situação

EFE

26 de junho de 2009 | 13h56

A Copa do Mundo do próximo ano na África do Sul, que será jogada durante boa parte do inverno no hemisfério sul, será melhor para o futebol que se acontecesse no verão, afirmou nesta sexta o presidente da Fifa, Joseph Blatter.

Veja também:

linkNúmero de africanos na Copa pode crescer, diz Blatter

O Mundial da África do Sul começará no dia 11 de junho de 2010, no final do outono, e terminará em 11 de julho, já no inverno. A temperatura mínima em Bloemfontein de quarta-feira passada, dia em que jogaram Espanha e Estados Unidos, foi de um grau abaixo de zero e a mínima de quinta-feira, no Brasil e África do Sul, em Johanesburgo, de dois graus.

Blatter reconheceu que nessas duas partidas fez muito frio, mas também lembrou que outros jogos foram disputados a 16 graus, assim como que Johanesburgo está a uma altura superior de 1.750 metros e que há cidades com estádios a 1.300.

"Há menos resistência do ar e será mais fácil fazer gols", explicou o presidente da Fifa, que apontou que não é um problema jogar no frio, salvo quando as temperaturas são de cinco ou dez graus abaixo de zero.

"Acho que é muito melhor jogar com frio que com calor como ocorreu em 2002 e 2006 ou nos Jogos Olímpicos de Pequim, quando era impossível jogar partidas à tarde", disse o presidente da Fifa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.