Nilton Fukuda/Estadão
Nilton Fukuda/Estadão

Copa das Confederações abrirá venda de 42 mil entradas

Entradas serão disponibiulizadas pela internet a partir da próxima quinta-feira

AE, Agência Estado

27 de fevereiro de 2013 | 12h40

ZURIQUE - A Fifa anunciou nesta quarta-feira que mais 42.308 ingressos serão colocados à venda a partir desta quinta-feira para jogos da Copa das Confederações, marcada para o período entre 15 e 30 de junho no Brasil. A entidade explicou que eles "estavam reservados a grupos específicos e não foram retirados ou estavam vinculados a pedidos não pagos".

A liberação dessas entradas dá aos torcedores uma nova chance de tentar adquirir ingressos para os jogos mais procurados da Copa das Confederações. De acordo com a Fifa, serão disponibilizadas 3.166 entradas para o jogo de abertura em Brasília, em 15 de junho, entre Brasil e Japão; 1.601 para a partida entre Itália e Brasil, em Salvador, no dia 22; e 4.843 para a final no Maracanã, no dia 30.

"Para a Fifa, é muito importante ter estádios cheios na Copa das Confederações. Queremos ter a certeza de que todas as pessoas terão a oportunidade de viver a experiência de assistir a algumas das melhores seleções do mundo e dizer: ''Eu estava lá''. Por isso, demos um prazo curto para que nossos parceiros contratuais devolvessem todos os ingressos que não quisessem comprar, para que os liberássemos para o público. Além disso, solicitamos a todas as partes envolvidas que nos devolvam entradas não desejadas até 72 horas antes do jogo a qual correspondem", explicou Thierry Weil, diretor de marketing da Fifa.

O balanço apresentado nesta quarta pela Fifa aponta que 475.389 ingressos foram vendidos para a Copa das Confederações. Assim, ainda há 273.060 entradas à disposição dos torcedores para o torneio, que reunirá as seleções do Brasil, Japão, México, Itália, Espanha, Uruguai, Taiti e Nigéria.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.